Download PDF

Em menos de quatro metros a Toyota disponibiliza dois lugares e um motor a gasolina de 72 cv

Nos ligeiros de passageiros e mercadorias, vulgarmente designados como ‘comerciais’ os dois lugares têm estado arredados das tabelas de preços e do mercado. Por um lado devido à aberrante fiscalidade, que veio tornar muitas destas escolhas mais dispendiosas face às versões de passageiros (de quatro ou cinco lugares) das quais derivavam. Por outro lado, a chegada de novos modelos como os pequenos furgões, ocuparam o espaço dos “van” de dois lugares. No entanto, de cada vez que aparece uma nova geração/modelos, estes são de maiores dimensões e, por isso mesmo, alguns pequenos furgões se tornaram grandes, deixando de servir para quem pretende um automóvel abaixo dos quatro metros. Por fim e não menos importante, em relação aos motores Diesel, está na moda dizer que os motores são maus por que são térmicos, que não devem circular nas cidades nas quais poluem desalmadamente, e que no futuro irão desaparecer. Face a todas estas constatações e premonições, a Toyota, apresenta a escolha Bizz com base no Yaris, aproveitando um espaço inferior a quatro metros (3.945 mm) para colocar dois lugares, um motor de 72 cv e um depósito de 42 litros onde só se pode colocar gasolina.

preço-base

isv

iva

despesas

pvp*

iuc

12.034,35

1.778,66

3.176,99

806,00

17.796,00

102,81

*inclui ecovalor de 5,25 €

Financiamento

Duração/km

V. substituição

Seguro

Renda mensal

Toyota Renting Plus

48 meses/100.000 km

sim

sim com franquia de 4%

294,00 € + iva

 

O habitáculo da carroçaria de três portas inclui alguns comandos eléctricos

Com base na silhueta de três portas, o habitáculo reflecte alguma simplicidade, na qual não faltam comandos eléctricos para os elevadores dos vidros e espelhos retrovisores, ar condicionado e áudio com leitor de cd. Os estofos são revestidos a tecido e os tapetes em borracha, mais resistente e lavável face aos revestimentos convencionais. Na traseira, uma chapeleira divide o compartimento de carga, cujo comprimento útil é de 1.180 mm e 900 mm de altura. Sob o piso revestido a alcatifa um pneu de rerva de igual dimensão ao tomam contacto com o solo. Em termos de carga útil, o Yaris Bizz é apresentado com 345 kg enquanto peso rebocável com travões é de 730 kg (510 kg sem travões). É um facto que a maior parte dos utilizadores deste “Bizz” não estará muito preocupado, nem com a carga útil nem com a ‘tracção’ deste Yaris. De qualquer das formas, achamos importante identificar as potencialidades de uma versão que, esencialmente, será utilizada como ‘ferramenta’ de trabalho ou suporte de actividade.

 

Ao volante é evidente a ampla gama de rotações conseguida com o três cilidros de 998 cc

Com bons acessos ao habitáculo e compartimento de carga, o Yaris Bizz concede uma boa posição de condução e satisfatórios ângulos de visibilidade. Depois de rodar a chave, demos conta da boa filtragem do motor, tanto em termos de vibrações como de ruído. A sonoridade do três cilindros começa a sentir-se acima das 2000~2.500 rpm, altura em que se consegue obter um pouco mais de energia do motor, cujo desempenho revela alguma amplitude entre as 4.000 e 6.000 rpm. Todavia, existe uma característica que nos deixou uma boa impressão no tocante à gestão do motor. Em plano e desde que não existam exigências como subir rampas ou passeios, entre as 1.000 e 2.500 rpm, é possível manobrar (quase) sem recurso ao acelerador. Esta gestão garante ainda outros dados igualmente importantes. Num breve contacto ao volante em percuros citadinos e urbanos, à média de 24 km/h obtivémos um consumo médio de 5,6 litros/100 km.

 

 

Fácil de conduzir, este Yaris Bizz revelou melhor escalonamento na transmissão do que precisão no selector, para comandar as cinco relações da transmissão manual. Com um bom comportamento dinâmico, em especial ao nível da travagem, os níveis de conforto de rolamento são agradáveis com as suspensões a revelarem alguma firmeza nos pisos mais degradados ou passgem nas bandas sonoras. Esta característica torna-se evidente e explica-se pelo facto de ‘faltar’ peso nesta versão. A ausência dos assentos traseiros e revestimentos, torna a traseira mais leve depois da transformação em dois lugares. A colocação de algum lastro na traseira, resolve a questão.

 

Gostámos –Gostámos +
– precisão do selector de transmissão– Comportamento dinâmico

– Facilidade de condução/manobras

– Economia de combustível/autonomia

– Conforto de rolamento

– Equipamentos de série e segurança activa

 

Características técnicas

Toyota Yaris Bizz 1.0 VVT-i

motor

3 cil, 998 cc-12V DOHC, IE, Euro 6

potência kW(cv)/rpm

53,0 (72,0)/6.000

binário Nm (kgm)/rpm

93,0 (91,1)/4.400~6.000

transmissão

dianteira, manual de cinco relações

jantes – pneus

15” – 185/60 R 15