Download PDF

A Ford vai reforçar a sua liderança do mercado europeu de veículos comerciais, através da apresentação da sua mais recente geração de produtos Transit, conectados e electrificados, no âmbito do salão “IAA Commercial Vehicle 2018”, a realizar de 20 a 27 de Setembro em Hannover-Alemanha. A Ford está empenhada em alargar os benefícios da conectividade a toda a gama de veículos comerciais na Europa. Na mostra de Hannover, irá contar com uma abrangente gama de modelos dotada de “modems” integrados, com especial destaque para a nova Transit de 2 toneladas, proposta que faz a sua estreia mundial neste salão. O programa de inovação da Ford no domínio dos veículos comerciais alarga-se à sua gama de produtos electrificados, incluindo a Transit Custom plug-in hybrid (PHEV), que faz a sua estreia em formato de produto final, bem como a nova Transit equipada com uma mecânica “mild hybrid” (mHEV) de 48 volts, em estreia no segmento.

 

“Hannover irá marcar a chegada de uma emocionante nova família de veículos comerciais Transit que ‘nascem conectados’,” referiu Hans Schep, General Manager de Veículos Comerciais, Ford Europa. “A conectividade avançada e os nossos revolucionários veículos electrificados permitirão alargadas novas oportunidades de criação de valor para os nossos clientes.”

 

Nova Transit – maior produtividade, eficiência mHEV

Quando for lançada em meados de 2019, a nova Ford Transit de 2 toneladas irá surgir com motores mais eficientes, um incremento da capacidade de carga, conectividade integrada e avançadas tecnologias de apoio ao condutor, juntamente com um inteligente novo design frontal e um novo interior, com reforços ao nível do espaço de arrumação.

 

Para além de uma actualização aos motores diesel 2.0 EcoBlue, que permitirá baixar os custos de operação, os novos clientes Transit poderão encomendar a tecnologia mHEV 48 volts em versões de transmissão manual, melhorando ainda mais a eficiência dos consumos, particularmente na condução urbana de constante pára/arranca. O sistema mHEV capta a energia durante a desaceleração para uma bateria de iões de lítio, de 48 volts, usando essa energia armazenada na operação do motor e dos demais componentes eléctricos.