Download PDF

Há uns tempos atrás apresentámos o S-Max como um modelo polivalente. O espaço interior, dá para levar à escola de surf, os miúdos e respectivas tralhas. De seguida, deixa-se a mais que tudo em casa da mãe e a cómoda de que ela tanto gosta. A caminho do escritório, ainda dá para fazer um desvio por um caminho mais sinuoso e tirar partido da dinâmica ao volante, enquanto se ouve a música, que só conseguimos desfrutar quando estamos sozinhos. Com a edição Vignale, podemos acrescentar o requinte. No exterior, a grelha hexagonal, os logotipos e as jantes 19” ajudam à identificação. No entanto, é no habitáculo que se encontra o ADN desta versão. A começar pelos assentos com as características formas de gomos. O equipamento de série e alguns opcionais, enriquecem o interior, a partir do qual desfrutamos dos 180 cv do 2.0 TDCi acoplado à “powershift” de seis relações. O preço de venda ao público ronda os 51.000 €, mas para ter a chave na mão o valor pode ser diferente e, na maior parte dos casos, favorável a quem se propõe conduzir o Vignale.

preço-base

isv

iva

despesas

pvp*

iuc

37.118,09

4.281,26

50.921,00

252,47

* campanhas até 30 Setembro 2017: desconto comercial, retoma e financiamento

 

 

Aceder ao habitáculo do S-Max é tarefa fácil, e o mesmo acontece com os ajustes para uma boa posição de condução. A longa e afilada frente, cria alguns ângulos-mortos, mitigados pelos sensores de estacionamento. Nas laterais e traseira os ângulos de visibilidade satisfazem, destacando-se a visualização da marcha-atrás, mediante o visor de 8”. O mesmo que serve para visualizar as funções do Sync 3, que conjuga o entretenimento/conectividade e assistência de emergência. Em conjugação com o equipamento áudio (sony+12 altifalantes) este Sync 3 é um dos opcionais (335 €). Outro dos pontos de destaque neste Vignale, tem a ver com as funcionalidades do ar condicionado, extensível aos assentos dianteiros que concedem refrigeração ou aquecimento.

 

 

Além dos sistemas de série ABS+EBD+ESP+EBA destinados a gerir a travagem e o controlo de estabilidade, existe um outro opcional (2.440 €) que complementa os pergaminhos da condução neste S-Max. O “pack driver plus” inclui suspensão adaptativa CCD, controlo automático de velocidade adaptativo (ACC)+assistência pré-colisão com detecção de peões, sistema de detecção de ângulo morto (BLIS) com alerta de tráfego cruzado, coluna de direcção ajustável electricamente com memória e volante aquecido.

 

O desempenho do TDCi nas acelerações e reprises, está ao alcance do toque do pé direito

Aos comandos do Vignale

Basta premir um botão para colocar o TDCi em funcionamento. Com a alavanca em ‘D’ iniciamos o movimento e logo deparamos com uma característica. Para (manualmente) subir ou descer nas seis relações, é necessário recorrer às patilhas colocadas atrás do volante. Em nossa opinião, este sistema concede algumas limitações, em especial em traçados mais sinuosos, nos quais é necessário dar várias voltas ao volante… e se fica sem saber de que lado está a patilha + ou a patilha -. No entanto, rapidamente percebemos que esta característica é negligenciável. A disponibilidade de potência ao efectuar o “kick down” ou seja, o esmagamento do pedal do acelerador, e a eficácia do binário deste Diesel, rapidamente nos fizeram esquecer as patilhas. Com um bom nível de conforto devido aos assentos Vignale, e com a eficácia do “pack driver plus” a condução deste S-Max torna-se entusiasmante, sendo fácil esquecer princípios da física como a inércia ou força centrífuga. Por outras palavras, o adornar de carroçaria é pouco perceptível, enquanto as acelerações e reprises, nos fazem esquecer a silhueta deste monovolume, que parece uma carrinha e concede comportamento de sedan… com tendências desportivas. Num breve contacto ao volante e à média de 53,9 km/h, obtivémos um consumo de 7,2 litros/100 km.

Gostámos –

Gostámos +

– selector do “powershift”

– Conforto de rolamento

– Comportamento dinâmico

– Equipamento de série e segurança activa

– Equipamentos de assistência à condução

– Modularidade interior e arrumos

 

Características técnicas

Ford S-Max 2.0 TDCi Vignale

motor

4 cil, 1997 cc TDCi

potência kW(cv)/rpm

132(180)/3.500

binário Nm (kgm)/rpm

400 (39,2)/2.000~2.500

transmissão

Dianteira, powershift de seis relações

jantes – pneus

19” – 245/45 R 19