Download PDF

cavalo-mustangO icónico modelo desportivo iniciou a sua comercialização em toda a Europa no ano passado, uma estreia oficial que decorre 51 anos depois do Mustang ter sido lançado nos EUA. Desde então, já se venderam mais de 21.000 novos Mustang do lado de cá do Atlântico. Pode não ser o país em que se pensa em primeiro lugar em matéria de automóveis desportivos, mas são, de facto, os condutores belgas quem mais se tem apaixonado perdidamente pelo novo Ford Mustang. Dos mais de 21.000 novos Mustang que a Ford comercializou em toda a Europa, 1.600 destinaram-se a entusiastas belgas, num rácio de 1 para 4.693 condutores, de um total de 7.659.000 encartados do país. É uma proporção muito maior do que a registada em qualquer outro ponto da Europa. 

Já a Alemanha e a Grã-Bretanha representam, em conjunto, mais de metade dos novos Mustang vendidos desde que a geração actual foi colocada à venda no Velho Continente, no ano passado, uma estreia desde o lançamento do modelo original nos EUA, em 1964. Os condutores alemães compraram 7.281 Mustang (1 em cada 7.700 condutores do país) e os britânicos adquiriram 4.761 unidades (1 em cada 7.743). França surge na 3ª posição, com 2.126 unidades vendidas e a Bélgica no 4º lugar, sendo este um dos países com menor população, numa lista que inclui a República Checa, a Suécia e a Suíça, os quais registam uma grande procura daquele que, no ano passado, foi o coupé desportivo mais vendido do mundoEm Portugal, até à data e desde o seu lançamento em finais de 2015, a Ford Lusitana já vendeu 100 unidades do novo Mustang, 76 da versão fastback e 24 da versão convertible.