Download PDF

A China abre as portas aos híbridos

Clicar para começar e parar a reprodução das imagensNo país onde um Buda demorou 90 anos a construir e onde existe o maior centro mundial de criação de Pandas, a Honda tem vindo a consolidar a sua posição num mercado em crescimento. Entre os novos modelos para o mercado chinês, os híbridos constituem uma solução interessante sob o ponto de vista ambiental, que ganha cada vez mais adeptos na condução.

O negócio da China

Após a abertura de um studio de design e da introdução de vários novos modelos na Exibição Internacional do Automóvel na China no ano passado, a Honda establiza sua posição no gigante emergente asiático. No final do ano passado, a Honda anunciou a venda de seu milionésimo carro híbrido desde a primeira versão do Insight em 1999. Desde então, o fenómeno cresceu para o fabricante japonês, e a China está no topo de sua estratégia O próximo passo será realizado com uma nova geração de híbridos Honda criados especialmente para o mercado local. http://www.honda.pt
Como exemplo, o actual Honda CR-Z híbrido é equipado com uma grelha frontal inovadora, que se ajusta automaticamente ao movimento. Em velocidades mais altas, a grelha fecha para reduzir a resistência ao ar e assim economiza ainda mais combustível. O carro usa o bem sucedido 1.6 com bloco de 4 cilindros, já presente na maioria da produção europeia.
De uma maneira global, a campanha de híbridos Honda é também bastante sustentada pelo pequeno Fit e pelos grandes Accord e Civic.
Muito em breve, a empresa terá, em termos de posicionamento da marca, um grande desafio pela frente: a Honda, priviligeando a performance, voltará à Fórmula 1 a partir de 2015 em parceria com a McLaren. 

>> http://www.honda.pt