Download PDF

Uma primeira vez para tudo

Fifth generation Volvo Ocean Race EditionPela primeira vez neste segmento de mercado, aparece um automóvel com “airbag” destinado à protecção dos peões. É também a primeira vez que a Volvo mostra uma evolução de um modelo, que apesar de mais alto não é um tracção integral – excepção feita à T5. Outra das “prémiéres” neste Volvo, é que podemos considerar uma expécie de hermafrodita! Será carro ou carrinha? E podemos considerar um “crossover” ou poderemos comparar a sigla CC com as XC? Deixamos a primeira resposta para si caro leitor, enquanto nas restantes definições, temos uma ideia.


Carro ou carrinha

Volvo V40 Cross Country

Apesar da silhueta ser aproximada à de uma carrinha, a modularidade interior é mais favorável do que a volumetria da bagageira

Em nossa opinião a Volvo V40 CC é uma carrinha e suportamos esta nossa definição, mediante a funcionalidade do rebatimento dos assentos posteriores, embora a volumetria da bagageira não seja das mais generosas (335 litros), quando comparamos com outros modelos deste valor. O nivelamento através do preço, justifica-se, porquanto estamos a falar de um D2 ou seja de um 1.6 Diesel de 115 cv. Ainda na traseira e apesar das boas cotas de habitabilidade, a forma angulosa da carroçaria e a área vidrada, limitam a luminosidade, numa configuração que favorece o acesso. Por fim mas não menos importante, as aplicações externas colocadas nas laterais e traseira e os 40 mm de altura a mais face à V40, dão a impressão de que estamos em presença de um modelo equiparado à XC 70, mas não é isso que acontece, nesta proposta de menos de 30.000 €, apresentada com 99 g/km de CO2. Com um preço de 29.614 € (sem despesas administrativas) e quase 1.500 kg… este Volvo tem argumentos de peso.

Interiores elaborados

Volvo V40 Cross Country Ocean Race Edition

A configuração pessoal deste Volvo exige algum tempo, mas no reverso da medalha, ganha-se em versatilidade de utilização

Ao entrar para o habitáculo damos conta de algumas das razões dos tais argumentos de peso. Os materiais empregues e a finalização justificam uma parte, enquanto o restante se justifica através do equipamento de série ou pela existência de opcionais, como acontece nesta Momentum. De qualquer das formas, a sensação de envolvência no posto de condução é total e demoramos alguns minutos, até explorar todas as potencialidades do painel de instrumentos e comandos. Em relação a estes últimos, este CC exige algum tempo para configurar o automóvel a gosto, mesmo se esta tarefa for feita de noite. Se tal acontecer, ficará de imediato identificado com a boa iluminação, tanto no interior como no exterior. Em nossa opinião, os comandos poderiam ser mais intuitivos e por isso mesmo exigem alguma habituação por parte de quem conduz, mesmo para aqueles que sendo clientes da marca, já conhecem os cantos à casa.

Experiência sensorial

Volvo V40 Cross Country

O D2 1.6 de 115 cv e o sistema de travagem, contribuem para uma boa dinâmica na condução desta CC

Com esta versão CC a Volvo alarga ainda mais a oferta já conseguida com a V40, que pode ser equipada com a motorização T5 de tracção integral… ou com a D2 de 115 cv. No entanto, este 1.6 Diesel concede andamentos agradáveis, mesmo se considerarmos a relação peso/potência, largamente compensada pela dinâmica do veículo. Por outras palavras, a V40 CC anda e trava que se farta, com um bom desempenho das suspensões e travões. Mesmo quando somos mais exigentes em curva, o rolamento da carroçaria é pouco perceptível, enquanto no interior, os assentos e a insonorização complementam esta experiência sensorial. A transmissão manual de seis relações, acompanha o refinamento dos acabamentos no interior e o refinamento ao volante, que em nossa opinião, poderia transmitir um melhor diâmetro de viragem, mais de acordo com a imagem dinâmica que se pretende transmitir – e porventura inferior aos concorrentes.
Uma nota final para os consumos de combustível obtidos, com 6,1 l/100 km à média de 41 km/h que indiciam uma grande parte do trajecto efectuado em tráfego urbano.

Gostámos Mais

  • Comportamento dinâmico
  • Eficácia na condução
  • Conforto de rolamento
  • Segurança activa e passiva
  • Consumos moderados

Gostámos Menos

  • Visibilidade traseira
Modelo/VersãoVolvo V40 CC D2 Momentum
Potência84,6 kW (115 cv)/3600 rpm
Binário270 Nm (26,5 kgm) /1750-2500 rpm
ConsumosUrb: 4,2; Ext: 3,5; Combinado: 3,8
CO299 g/km
Médias6,1 l/100 km à média de 41 km/h