Download PDF

Com mais de quatro metros e meio (4.650 mm) e uma frente bastante afilada, esta carrinha Corolla é uma “sport²”. A designação Touring Sport identifica as carrinhas na gama, enquanto ao nível de equipamento “comfort” se junta o conjunto de equipamento “pack” sport. A pintura a dois tons, as jantes e mais alguns equipamentos, ajudam a identificar esta Corolla, cuja bagageira apresenta uns generosos 596 litros que concedem uma boa modularidade, mediante rebatimento dos assentos traseiros. A sigla TNGA identifica a nova plataforma nipónica – Toyota New Global Architecture – apresentada com um centro de gravidade mais baixo (- 10 mm), melhor rigidez torsional na carroçaria (+ 60%), e maior distância entre-vias (+ 100 mm). Isto significa que as vias estão mais afastadas entre si, mas as rodas estão mais próximas dos topos da carroçaria, alargando assim a área de incidência do automóvel, ou seja o contacto com o solo através dos pneus. Face ao anterior modelo (Auris) e tomando como referência a Touring Sports, a nova Corolla está mais baixa (- 25 mm) e mais larga (+ 30 mm) concedendo melhores cotas de habitabilidade, em especial nos lugares traseiros. Medidas entre os pontos “pivot” das ancas nos lugares dianteiros e traseiros, estes últimos ganharam 58 mm de espaço para as pernas.

Valores

preço-base

isv

iva

despesas

pvp

iuc

22.941,29

2.115,02

5.762,09

804,67

31.624,67

204,82

Financiamento

Entrada

Prazo

Km

Revisões

Docs

Pneus

Seguro

Renda €

0%

48 meses

100.000

sim

sim

não

sim

406,29*

* iva incluído

 

Em termos de acessos, estes são bem melhores aos lugares dianteiros do que aos traseiros, não só por que a carrinha está mais baixa, mas também os ângulos dos pilares ‘B’ e ‘C’ e as embaladeiras mais altas, reduzem as dimensões e ângulos de acesso. Para quem se sentar ao volante, alguns dos ângulos de visibilidade também poderiam colocar dificuldades. No entanto, a existência de sensores e visualização da marcha-atrás com uma excelente definição de imagem, mitigam qualquer situação nas manobras.

 

Num modelo que os japoneses apresentam como global e a pensar no europeu, as exigências ambientais no que diz respeito à redução das emissões poluentes, têm provocado alterações na forma de construir automóveis, em particular nas motorizações. E apesar de ser discutível – e comparando os gasolina, gasolina+híbridos, gasóleo e eléctricos – qual a melhor escolha entre as diversas alternativas, é um facto que as motorizações a gasolina voltam a estar na moda. As cilindradas voltaram a aumentar, enquanto à Toyota se mantém fiel à transmissão de variação contínua CVT.

 

Aos comandos este CVT é perceptível, em especial acima das 3.000 rpm. Até esse regime é notável a boa filtragem tanto em termos de ruído como de vibração. Sem acelerações ou reprises dignas de destaque, esta Corolla concede bons andamentos e um bom nível de conforto, com destaque para o apoio concedido através dos assentos dianteiros. Com os comandos bem posicionados, incluíndo o visor táctil de 7”, torna-se fácil e intuitivo tirar partido da conectividade à disposição, e toda a informação disponibilizada, tanto na gestão do veículo, viagem e gestão de carga da bateria. Num breve contacto ao volante e escolhendo um percurso misto (AE+EN+Urbano) obtivémos um conumo de 4,5 litros/100 km à média de 51,2 km/h.

 

 

 

Gostámos –Gostámos +
– Alguns ângulos de visibilidade

– Acesso ao lugares traseiros

– Comportamento dinâmico

– Equipamento de série e segurança activa*

– Conforto de rolamento

– Conectividade e informação

– Consumos de combustível/autonomia

* 5 estrelas EuroNCAP Maio 2019 – gama 4 e portas

Características técnicas

Toyota Corolla Touring Sports 1.8 hybrid Comfort + pack sport
motor

4 cil-16VVti, 1.798 cc, Euro 6 D Temp

potência kW(cv)/rpm

89,7 (122,0)+53,0 (72,8)/

binário Nm (kgm)/rpm

142,0+ 163,0 (29,9)/3.600

transmissão

dianteira, cvt

jantes – pneus

17” – 225/45 R 17

Toyota propõe Corolla mais exclusiva