Download PDF

Os novos motores de três cilindros a gasolina e gasóleo, são construídos em liga leve, sobrealimentados por turbo e visam o enquadramento nas mais exigentes normas ambientais

Opel comercializa novos Astra e Astra ST

Para um importante segmento de mercado, tanto para empresas como para particulares, a Opel continua a reformular os modelos. Desta vez coube ao Astra, com alguns elementos que em breve veremos no topo de gama Insignia. Pela primeira vez apresentado (Frankfurt-Alemanha) em Setembro transacto, e de igual forma como aconteceu com o Corsa, o novo Opel aborda 2020 com dois desafios globais: as restritivas normas ambientais; uma concorrência cada vez mais difusa nas marcas, mas partilhada nas soluções. Uma destas partilhas tem a ver com novos motores a gasolina e gasóleo, todos com blocos de três cilindros (liga leve/Alumínio) sobrealimentação por turbo, e pós-tratamento dos gases de escape. Nos 1.2 e 1.4 a gasolina com recurso a filtro de partículas, enquanto nos 1.5 Diesel, o pós-tratamento é conseguido mediante catalisador de redução selectiva+oxidação passiva, AdBlue e filtro de partículas.

Nas transmissões, a genérica continua a ser a manual de seis relações, sendo de variação contínua no 1.4 a gasolina de 145 cv. Para os 122 cv dos Diesel e além da manual, existe a automatizada de nove relações.

 

Para os novos Astra e Astra Sports Tourer a Opel propõe três níveis de equipamento

No que diz respeito às versões disponíveis, estas são três para as duas silhuetas. Os Astra e Astra Sports Tourer, estão disponíveis nas configurações Business Edition, GS Line e Ultimate. A estas estão indexados sistemas de segurança, assistência à condução, info-entreternimento, conectivade e conforto de utilização. Além de uma vasta lista de equipamentos de série, existem conjuntos orientados para a versatilidade, Inverno II, GS Line Plus, navegação IV, assistência ao estacionamento, bancos ergonómicos, ultimate plus, black edition e OPC line interior. Por fim mas não menos importante, os preços oscilam entre os 24.690 € do 1.2 turbo business edition e os 37.240 € do 1.5 turbo Diesel Ultimate AT9.

 

 

O refinamento na condução começa nas sensações ao volante, e nas percepções concedidas através das motorizações

Numa breve análise aos novos Astra, demos conta da melhoria dos materiais empregues e finalização. Ao volante e face ao anterior modelo, é perceptível a melhor filtragem das vibrações e insonorização provenientes das novas motorizações. Em termos de interiores, tanto nos lugares dianteiros como traseiros, as cotas são boas e concedem boa habitabilidade. As volumetrias das bagageiras e respectivas modularidades, mediante rebatimento dos assentos traseiros, são de 370/1.210 litros no automóvel, e 540/1.630 litros na carrinha. Ao conduzir os novos Astra, demos conta de uma considerável evolução no refinamento da condução, traduzida em melhor percepção ao volante, melhores acelerações e reprises, agradáveis progressividade e suavidade de utilização, e padrões de conforto que, consoante versões, até podem incluir climatização e massagem nos assentos.

 

Opel comercializa novos Astra e Astra ST