Download PDF

O três cilindros a gasolina é um Euro 6 D graças à conjugação de modernas tecnologias

O Astra é um daqueles modelos que tiveram dois pais e duas mães! O projecto começou por ser alemão administrado por americanos, resultando numa marca europeia gerida à ‘francesa’ (2017). Ficou no entanto garantida a identidade da marca. A sobriedade do painel de instrumentos, já conhecido do Insignia e a existência de menos um cilindro sob o capot, atestam algumas das diferenças face aos concorrentes ‘franceses’. Sem chegar aos quatro metros e meio (4.370 mm) o Astra é apresentado com pouco mais de dois metros de largura (2.042 mm) quando medido entre os amplos retrovisores. Na altura a cota não chega ao metro e meio (1.490 mm) enquanto a modular bagageira, concede entre os 370 a 1.210 litros mediante rebatimento dos assentos traseiros.

Como atrás referimos os novos blocos têm três cilindros, tendo de comum a liga leve em Alumínio. A sobrealimentação é garantida por turbo de geometria variável, enquanto o pós-tratamento dos gases de escape, é conseguido mediante catalisador de redução selectiva+oxidação passiva, e filtro de partículas. No capítulo das transmissões, a mais genérica continua a ser a manual de seis relações, sendo novidade a automatizada de nove relações. Por fim mas não menos importante, os preços oscilam entre os 24.690 € do 1.2 turbo business edition e os 37.240 € do 1.5 turbo Diesel Ultimate AT9.

Valores em €

preço-base

isv

iva

despesas

pvp

iuc

*

103,12

*valor estimativo iva incluído

Financiamento

Entrada

Prazo

Km

Revisões

Docs

Pneus

Seguro

Renda €

0%

48 meses

100.000

sim

sim

sim

sim

356,50*

* iva incluído

A boa habitabilidade do habitáculo, a qualidade dos materiais empregues e a forma intuitiva de utilizar alguns menus, destacam-se no Astra. A visualização da marcha-atrás no painel multiusos e a inidicação no painel de instrumentos da aproximação concedida através dos sensores 360º mitigam as questões da visibilidade

Consoante os ajustes dos assentos dianteiros e estatura de quem se sentar ao volante, a acentuada inclinação dos pilares ‘A’ pode ou não condicionar o acesso, tanto aos lugares dianteiros como traseiros. No tocante à bagageira o acesso é bom. Todavia e como acontece com muitos modelos melhorados na rigidez torsional da carroçaria, a profundidade da bagageira pode obrigar a um esforço suplementar ao movimentar objectos mais pesados. Sob o piso e nas versões sem pneu de reserva, ainda fomos encontrar mais espaços de arrumos. E mantendo o tema mas no habitáculo, encontrámos vários espaços para arrumos, embora o porta-luvas e o compartimento colocado entre os assentos dianteiros, não nos tenham deixado a melhor das impressões em termos de volume e ergonomia. Ainda a respeito desta última, achámos algo recuados os comandos dos elevadores eléctricos dos vidros. Gostámos da colocação do visor central (8”) táctil e com as funcionalidades a serem encontradas de forma muito intuitiva, de igual forma como acontece com os diversos menus e sub-menus, disponíveis no painel de instrumentos de fácil leitura.

 

Como acontece com a generalidade dos turbos a gasolina, o três cilindros concede uma agradável faixa de utilização, sendo perceptível na motorização o escasso efeito de travão-motor

Ao volante, as primeiras impressões são de suavidade concedida pela servo-assistência eléctrica. Reactiva ao toque e progressiva no manuseamento, a direcção torna fácil a condução do Astra. Em movimento, é perceptível o bom trabalho efectuado na filtragem de ruído e vibrações e sem apresentar “performances” dignas de relevo, o gasolina 1.2 turbo de injecção directa, concede satisfatórias sensações tanto nas reprises como nas acelerações, destacando-se a ampla faixa de utilização, sempre com uma progressividade notável. O accionamento da transmisão manual de seis relações, é eficaz no escalonamento e fácil de manusear. Numa versão equipada com pneus 40 ficou evidenciada a firmeza das suspensões, enquanto na travagem demos conta de um sistema muito eficaz e suave na actuação. Em breve contacto ao volante e em percurso misto (AE+EN+Urbano) obtivémos o consumo de 5,7 litros/100 km à média de 56,0 km/h.

 

Gostámos –Gostámos +
–  Ângulos de visibilidade
– Posição dos comandos dos elevadores vidros
– Comportamento dinâmico
– Equipamento de série e segurança activa
– Consumos de combustível/autonomia
– Conforto de rolamento
– Materiais empregues e finalização

Características técnicas

Opel Astra 1.2 Turbo
motor

3 cil-1.200 cc, vv, inj dir, turbo+FP, Euro 6 D temp

potência kW(cv)/rpm96,0(130,0)/5.500
binário Nm (kgm)/rpm225,0 (22,0)/2.000-3.500
transmissão

dianteira manual de seis relações

jantes – pneus

18″ – 225/40 R 18

Opel Astra 3 X gasolina