Download PDF

O novo X-Trail da Nissan segue as tendências actuais, ou seja é maior do que o antecessor, tendo-se mantido a classificação 1 nas portagens. No comprimento cresceu 17 mm, enquanto na largura aumentou 30 mm. A altura mínima ao solo foi mantida, neste automóvel que desceu 5 mm na altura total. As vias estão mais afastadas, e os responsáveis da Nissan, conseguiram seguir outra tendência: o X-Trail está mais leve 90 kg.
A tampa da bagageira em material compósito, é um dos elementos que contribui para a cura de emagrecimento, neste modelo dotado do 1.6 Dci de 130 cv, que declina em várias versões de equipamento e tracção.
Num breve contacto ao volante, desfrutámos de dois equipamentos interessantes: a transmissão automática Xtronic e a câmara 360º. A primeira deixou-nos boas impressões no tocante à suavidade e refinamento na condução, embora as relações e os andamentos nunca sejam muito vivos, característica que tem o reverso da medalha. No tocante ao 360 gostámos da funcionalidade, e possibilidade de alternar (frente/trás) a imagem colocada no visor. No que diz respeito aos consumos, encontrámos o tal reverso da medalha: 6,8 l/100 km à média de 44 km/h.