Download PDF

Renault_69904_global_enNos anos 70 e com o Renault 16, a marca francesa conquistou o segmento dos topos de gama. A modularidade dos assentos, o espaço, a funcionalidade e as performances do TX, faziam parte dos argumentos de conquista. Volvidas quatro décadas, a Renault volta ao segmento no qual, muitas das vezes, só a estética garantiu alguma notoriedade.

Renault_69902_global_enCom o Talisman, os franceses trocam a conquista pela sedução, ao mesmo tempo que reformulam o conceito de topo de gama. Analisado do exterior, o automóvel concede uma imagem imponente, sob a qual é difícil imaginar a cinemática disponível. Apreciado no interior, revela generosas cotas de habitabilidade, a modernidade dos equipamentos e ao volante, seduz nas curvas.

Preço-base

ISV

IVA

Despesas

Chave na mão

IUC

33.243,58

4.236,09

8.620,32

1.090,00

47.190,00

142,12

Renault_73180_global_enA imponência é garantida através dos quase cinco metros de comprimento (4849 mm) mas também através dos estilizados grupos ópticos envoltos em “leds”. Sob o capot um 1.6 Dci de 160 cv acoplados à transmissão automatizada EDC, aos quais se junta o 4control. No entanto, em nossa opinião, o Talisman cativa mais no interior do que no exterior, em especial para quem se sentar ao volante. O comando áudio continua escondido atrás dos enormes satélites do volante, mas o comando multifunções incrustrado na consola, concede alguma funcionalidade nas operações e facilidade no manuseamento. Por exemplo, através deste comando é possível passar directamente ao “sport” e através de outro botão na consola central, é possível ir directamente ao modo Eco. No visor central, uma panóplia de sub-menus que permitem organizar a navegação, o áudio, os dados relativos ao automóvel e viagem, e a personalização do automóvel.

Renault_73075_global_en

O áudio, a navegação e os ajustes concedidos na cinemática do Talisman estão acessíveis no visor central. Para algumas selecções, basta um toque nos botões colocados na consola.

Face à identificação estética e partilha de alguns agregados mecânicos, poderíamos pensar que estamos em presença de um Mégane de maiores dimensões. Em nossa opinião, algo de diferente se passa com este Talisman, que concede um bom nível de conforto de rolamento, bons padrões dinâmicos para quem vai ao volante, e muito mais espaço no interior, em especial na traseira. Todavia, a silhueta de quatro portas e mesmo com o rebatimento dos assentos traseiros, condiciona a modularidade no interior, no qual a bagageira disponibiliza 608 litros. O acesso a partir do solo está a 720 mm, e quando medida na vertical, a ‘abertura’ da bagageira chega aos 335 mm. Sob o piso da bagageira, o pneus de reserva e mais alguns dispositivos a utilizar em caso de infortúnio. Na frente, boa acessibilidade e generosas cotas de habitabilidade. Para quem vai ao volante, existem alguns ângulos-mortos, colmatados na versão Initiale, mediante sensores de estacionamento e perímetro. Uma nota final para a manobrabilidade conseguida com o 4control, a garantir melhores diâmetros de viragem, sempre benéficos em tráfego urbano e manobras de estacionamento.

Renault_71389_global_en

A transmissão automatizada EDC, permite a utilização manual das seis relações

Em estrada as coisas mudam de figura. O Talisman pode ser utilizado como familiar na procura do conforto dinâmico e economia de combustível, ou como um automóvel espaçoso que nos vai surpreendendo à medida que as curvas aparecem. Com este módulo “sport” o motor ganha alguma genica, a direcção fica mais reactiva, e as suspensões evidenciam outra firmeza. Os resultados são espantosos. E não é tanto ao nível das performances conseguidas com os 160 cv. É mais pelo nível de conforto e significativa redução das oscilações laterais da carroçaria. Sem conceder a desportividade encontrada noutros modelos, esta versão do Talisman pode ser um automóvel rápido que concede gosto na condução, sem perder alguns requintes. A identificação da velocidade num pequeno visor colocado mesmo em frente ao campo de visão de quem conduz, é um desses elementos. Mediante um único toque, dois botões permitem a selecção imediata dos módulos “sport” ou “eco” e depois de alguma habituação, o visor pode dar muita informação, sobre o veículo, a viagem, e até sobre os quilómetros percorridos sem gastar combustível. A transmissão EDC concede suavidade nas passagens de relações e o manuseamento manual, que permite manter espevitadas as rotações do 1.6 Diesel. Num breve contacto ao volante, obtivémos um consumo de 6,3 litros/100 km à média de 35,8 km/h. E utilizando o modo Eco, dos 390 km percorridos, 123 foram percorridos sem consumir combustível.

Gostámos –

Gostámos +

– Alguns ângulos-mortos para quem conduz

– Acessibilidade à bagageira

– Múltiplas utilizações da cinemática

– Conforto de rolamento

– Espaço e habitabilidade

– Funcionalidade e informação no modo Eco

– Eficácia do sistema 4control

Ficha técnica

Renault Talisman 1.6 Dci EDC Initiale Paris 

motor

Euro 6 Common rail+2 TGV+

Potência kW(cv)/rpm

118 (160)/4.000

Binário Nm(kgm)/rpm

380 (37,4)/1.750

transmissão

EDC automatizada de seis relações

jantes/pneus

17”/225 SSR17