Download PDF

Para 2019 os Combo, Combo Life e XL receberam os prémios IVOY e Auto Best

A comercialização europeia começou em finais do ano transacto, mas 2019 é o ano de ouro para o novo Combo Life da Opel. O prémio “Auto Best” 2019 nas versões de passageiros, e o galardão “International Van of the Year” 2019 atribuído às versões de mercadorias, deixam antever um ano com bons resultados comerciais, numa altura em que a marca está num ciclo positivo, tanto nos passageiros como nos ‘comerciais’ de mercadorias/passageiros. Perante este cenário, o Combo Life é uma ‘fusão’ destes dois conceitos, beneficiando das vantagens de ambos. Ao analisar as acessibilidades aos habitáculo, arrumos, bagagens e respectivas cotas/volumetrias, deparamos com as vantagens dos ‘comerciais’. No entanto, quando analisamos padrões de conforto, evoluções tecnológicas e sistemas de assistência à condução, são evidentes as semelhanças com os automóveis de passageiros.

 

As portas laterais deslizantes na traseira, marcam a diferença no Combo Life

Com preços entre os 23 e 33.620 € o Combo Life disponibiliza 15 versões. A escolha entre motores a gasolina e gasóleo, faz variar as potências entre 75 a 130 cv. Os níveis de equipamento e as lotações de cinco ou sete lugares, permitem variar nas configurações que podem ter transmissões manuais de cinco ou seis relações ou automáticas de oito. Por fim mas não menos importante, podemos considerar que o Combo Life é um modelo intermédio na gama Opel, que agora conta com versões (visualmente) menos elaboradas, como acontece com os furgões de mercadorias, disponibiliza ligeiros de passageiros como o Combo Life, e passa a uma nova configuração nos automóveis de passageiros com o Zafira, maior nas cotas e mais apurado no refinamento.

preço-base

isv

iva

despesas

pvp

iuc

28.060,00

 

Com bons acessos ao interior, espaços de arrumos e modularidade, os Combo Life evidenciam a multiplicidade de utilizações

Com bons acessos ao interior, um dos destaques no Combo Life recai sobre a volumetria da bagageira com 597 litros até à chapeleira (850 litros até ao tejadilho), sendo estes moduláveis até aos 2.126 litros mediante rebatimento dos assentos traseiros. Estes valores são particularmente importantes, se pensarmos que este Opel tem menos de quatro metros e meio de comprimento (4.403 mm) e que as outras cotas rondam o metro e oitenta (1.848 mm de largura sem espelhos e 1.841 mm de altura). Outra das características deste novo modelo, tem a ver com as portas laterais deslizantes. Por um lado estas são um pouco mais exigentes no manuseamento, em especial quando a subir ou a descer. Na primeira situação é preciso um pouco mais de esforço para fechar as portas, enquanto a descer é necessário um pouco mais de cuidado. No entanto, o ganho em acessibilidade é notório, particularmente em percursos urbanos nos quais a exíguidade de espaço é frequente. Ainda no interior, destacamos a quantidade de espaços para arrumos e a forma como todos os ‘cantos’ foram aproveitados. Dos equipamentos disponíveis (Enjoy e Innovation) conduzimos o Enjoy que já inclui de série, comando eléctrico dos vidros, ar condicionado, rádio multimedia com Android Auto e Apple Car Play, visor de 8”, sensores de estacionamento e faróis de nevoeiro.

 

Ao volante é fácil encontrar uma boa posição de condução, com bons ângulos de visibilidade, boas cotas de habitabilidade extensíveis aos cinco lugares e, em volta de todos estes lugares, existem espaços para arrumos. Em termos de modularidade – num automóvel com menos de 4,5 metros – o metro (1.000 mm) disponível até às costas dos assentos traseiros, chega aos 1.880 mm através do rebatimento dos assentos traseiros, deixando uma ‘bagageira’ com 1.195 mm de largura e 1.126 mm de altura.

Quanto ao motor de potência intermédia (100 cv) este concede um bom desempenho, equilibrado nas acelerações e reprises, mas sem enaltecer nenhuma destas características em torno do 1.5 Turbo Diesel. O mesmo acontece com a transmissão manual de cinco relações. Deixou-nos a impressão de estar bem escalonada e de fácil manuseamento, ajudando a explorar o motor, que acima das 2.000 rpm ganha alguma vitalidade. Em termos prático isto significa que é preciso algum trabalho de ‘caixa’ para encontrar alguma vivacidade nos 100 cv, caso contrário temos um comportamento amorfo da motorização, em contraste com o bom desempenho das suspensões e travões, ambos eficazes, tanto para o conforto de rolamento como na eficácia e segurança activa.

Gostámos –Gostámos +
– manuseamento das portas laterais deslizantes– Conforto de rolamento

– Equipamento de série e segurança activa

– Comportamento dinâmico

– Acessos e Habitabilidade/Modularidade

– Gestão de espaço no interior

Características técnicas

Opel Combo Life 1.5 Turbo D Enjoy

motor

4 cil, 1.499 cc, conduta comum, SCR+AdBlue+FAP

potência kW(cv)/rpm

73,5 (100,0)/3.500

binário Nm (kgm)/rpm

250,0 (24,5)/1.750

transmissão

dianteira, manual de cinco relações

jantes – pneus

16” – 205/60 R 16