Download PDF

Pela primeira vez aplicada num SUV da Honda a motorização híbrida tem por base o 2.0 litros i-VTEC

Em Janeiro próximo, quando entrar em vigor o novo enquadramento das classes nas portagens, a Honda apresentará pela primeira vez num SUV, a motorização híbrida. Numa estrutura que aumentou em diversas cotas, o CR-V híbrido conta com um 2.0 litros a gasolina i-VTEC ao qual se associa o sistema i-MMD, disponível nas versões com tracção dianteira (FWD) ou tracção integral (AWD). Esta solução tecnológica, permite utilizar o CR-V em modo totalmente eléctrico, ainda que a autonomia seja reduzida a um par de quilómetros, concede a possibilidade de utilizar apenas o motor a gasolina, e numa outra escolha, permite a conjugação do motor a gasolina com o eléctrico, reduzindo consumos de combustível e emissões de poluentes.

Desde 1995 quando a primeira geração chegou ao mercado, cada evolução do CR-V tem registado consideráveis melhorias e o novo híbrido, apresenta muitas. O aumento da distância entre-vias, garante melhores cotas de acesso e habitabilidade, enquanto algumas alterações estruturais asseguram melhores padrões de isolamento acústico e filtragem de vibrações, com estas a contribuirem para o refinamento na condução. Outra evolução importante, tem a ver com a profusão de elementos de apoio à condução e sistemas orientados para a segurança activa.