Download PDF

Conjugação de ideias

Traumwagen für die Traumfabrik - SL: Filmstar in SerieNuma designação que conta com seis décadas de historial, a MB conjugou uma série de ideias que se podem tornar ideais, em especial para quem conduz o mais recente SL. É verdade que há estofos tão bem finalizados como estes. É fácil encontrar vários automóveis que cheguem dos 0-100 km/h em menos de seis segundos. Outros há que serão igualmente confortáveis e que concedem bastante espaço, mas sendo mais dispendiosos na aquisição… perdem competitividade face ao SL, cujos preços dos opcionais continuam elevados, em sentido contrário aos consumos obtidos.

Um sucesso nos anos 50

SL 65 AMG 45th Anniversary

Em edição especial a AMG comemora os 45 anos da sigla SL

Volvidas seis décadas sobre as primeiras vitórias dos SL, a MB mostra o novo modelo, mais leve face ao anterior “Sport Leicht” de Stuttgart. Mas se voltarmos aos anos 50 – em especial à época de 1952 – podemos recordar os êxitos em Berne, Le Mans e Nürburgring. Todavia, a vitória mais gratificante para a marca, foi obtida entre 19 a 23 Novembro de 1952, na 3ª edição da Carrera Panamericana no México. Uma corrida que começou meses antes no Grossglockner-Austria, onde fizeram a preparação do SL para assim obter as melhores performances na altitude nas montanhas mexicanas.
Com uma grande parte do trajecto acima dos 2.000 metros e passagens a 3.196 metros como em Puerto Aires, a carburação do SL permitiu um aumento de potência para os 180 cv. No entanto e como se pode ver pela foto, outras modificações não programadas tiveram de ser feitas, como a protecção do pára-brisas com barras de aço. Um dos problemas durante a prova, foi o embate de aves de grande porte, quando uma das equipas circulava a 200 km/h.

Leveza premiada

SL-KlasseO prémio EuroCarBody 2012 foi atribuído à carroçaria do SL. Promovido anualmente pela Automotive Circle International, este prémio visa reconhecer os desenvolvimentos das carroçarias no sector automóvel. A 14ª edição deste prémio, contou mais uma vez com o contributo de 500 pessoas especializadas na matéria, que enalteceram os critérios de desenho e desenvolvimento da carroçaria em alumínio, mais leve 110 kg face ao anterior modelo em aço. A eficiência na produção e a utilização de outros materiais para além do alumínio, contribuiram para que o novo SL seja 140 kg mais leve, quando comparado com o modelo anterior.

Sala sobre rodas

SL-Klasse

Além de um bom nível de conforto, o SL concede vários sistemas de segurança como o “neck pro” destinado à protecção do pescoço

Quem é que não gosta de estar confortavelmente instalado num belo sofá de cabedal, ter à disposição um equipamento áudio com boa sonoridade, a possibilidade de olhar directamente para o céu e esticar as pernas? E se para além de tudo isto, ao esticar o pé direito, acedemos a um dos comandos de um vibrante V6 de 306 cv? A resposta pode estar no SL 350. Ao olhar para o automóvel com mais atenção, é um facto que existem outros com assentos tão agradáveis e bem finalizados como estes. No tocante à sonoridade do motor, há muitos outros V6 com que entramos em sintonia com facilidade. E no que diz respeito à suavidade da transmissão automática 7G-Tronic Plus, também já conduzimos outros modelos que nos deixaram espantados com a suavidade. Em relação à estética e respectiva subjectividade, haverá gostos para tudo, mas da nossa parte, aquele logo da estrela de três pontas – a conceder um ar rétro – não nos convenceu. Além disso, achamos que a proporcionalidade e fluidez das linhas da frente, nada têm a ver com as da traseira, na qual a bagageira se evidencia pelas volumetrias de 241/381 litros, consoante esteja preparada para receber a capota rígida que ao toque, pode mudar de tonalidade.

O SL em números

SL-KlasseEm nossa opinião, quem tem poder aquisitivo para um automóvel destes, provavelmente, não estará preocupado com os consumos de combustível ou preço de cada um dos pneus 255/45 R 17”, em especial quando falamos de um automóvel que perfaz dos 0-100 km/h em menos de seis segundos. Todavia, de acordo com os dados do construtor, todos os consumos normalizados do SL, estão abaixo dos dois dígitos. Num breve contacto ao volante, chegámos a ficar admirados com alguns parciais, num automóvel com pouco mais de 1.600 kg. Ainda em torno dos números, gostámos da manobrabilidade deste SL. Com um comprimento total a aproximar-se dos cinco metros (4.612 mm) o diâmetro de viragem é de 11,04 metros. Na prática, isto significa que o SL concede uma excepcional capacidade de manobra, em especial no estacionamento. E se neste capítulo a visibilidade não é dos melhores argumentos do SL, os sensores de estacionamento, fazem de “flanelinha” ou seja, práticos auxiliares de estacionamento.

A condução do 350

SL-Klasse

O conforto de rolamento neste “roadster” é um dos elementos que é capaz de surpreender

Como atrás referimos, item a item, encontramos semelhanças entre o SL e outros modelos do mercado. No entanto, quando associamos as diversas características, este “roadster” que custa mais do dobro do que algumas versões do SLK, é dos poucos… ou se calhar o único que associa determinadas características, como por exemplo acontece com o conforto de rolamento, num automóvel baixo (1.314 mm). O espaço interior e a protecção aerodinâmica quando a céu aberto, estão na lista das características de que gostámos. Neste ponto, há outros modelos no mercado, mas não têm o custo do SL. A transmissão automática permite duas utilizações: uma mais económica e outra que serve de “jockey” aos 306 cv. Em qualquer uma destas, apreciámos o comportamento dinâmico deste automóvel, com destaque para quando se circula em cabrio. E se achar que está frio ou se começar a chover, terá de parar e 20 segundos depois, tem outro automóvel disponível, ainda mais silencioso… mas que não permite ver as estrelas ( todas) que há no céu.

Gostámos Mais

  • Conforto e habitabilidade
  • Comportamento dinâmico
  • Consumos de combustível
  • Refinamento na condução
  • Transmissão 7G Tronic Plus

Gostámos Menos

  • Parar para accionar a capota