Download PDF

A renovação do i20 da Hyundai começou pelos detalhes estéticos, como a pintura bicolor do tejadilho, novos grupos ópticos, e uma alargada paleta de cores. No habitáculo e em posição central no painel, um visor táctil de 7” abre as portas da conectividade e aos sistemas Apple Carplay e Android Auto, para os possuidores de “smartphone”. No entanto, é na mecânica e nos elementos de segurança activa que encontramos os ‘agregados’ que consideramos de maior importância para o renovado i20, que declina numa versão Active um pouco mais alta (+20 mm) face à restante panóplia de versões, cujos preços estão entre os 17 a 21.000 €. Com satisfatória acessibilidade, o i20 concede melhor habitabilidade e, em pouco mais de quatro metros (4.040 mm), aloja quatro adultos e disponibiliza uma bagageira de 325 litros, extensível a 1.042 litros mediante rebatimento dos assentos traseiros.

preço-base

isv

iva

despesas

pvp

iuc

14.211,20

382,30

3.537,15

785,44*

18.916,09

101,49

*inclui sgpu

O novo motor 1.0 de injecção directa de gasolina e a transmissão DCT de embraiagem automatizada, evidenciam a modernidade das soluções no i20, além das encontradas no habitáculo no qual e consoante versão, encontramos o visor de 7″

Na escolha de motores, continuam a existir os 1.2 a gasolina de 75 e 84 cv, mas aos comandos do i20, fomos explorar os 100 cv do três cilindros e logo de início, ficámos surpreendidos com o equilíbrio do motor e disponibilidade de binário. Por outras palavras, nas manobras e nas baixas rotações, o motor tem um comportamento agradável e quando em aceleração, concede reacções muito satisfatórias. Ao volante, as sensações são agradáveis e o mesmo acontece com o escalonamento da transmissão manual… que nos fez pensar como será a transmissão DCT de embraiagem automatizada. Gostámos menos da taragem do conjunto mola+amortecedor que nos deixou a impressão de ser demasiado firme nos pisos irregulares, enquanto nos bons pisos concede um satisfatório nível de conforto, tanto em termos dinâmicos como nos assentos, cuja ergonomia fica além do revestimento.

 

Num breve contacto ao volante e utilizando o i20 em percursos urbanos e citadinos, obtivémos um consumo de 6,9 litros/100 km à média de 38,0 km/h valores que poderiam baixar em estrada ou auto-estrada. Uma nota final, para um pormenor da viatura que conduzimos com pneus /45, a comprovar que as opções estéticas – como em toda a mecânica – têm sempre um reverso na medalha.

Gostámos –Gostámos +
– alguns revestimentos interiores

– ângulos de acesso ao habitáculo

– Comportamento dinâmico

– Equipamento de série e segurança activa

– Comandos e funcionalidades intuitivas

– Conforto de rolamento

– Desempenho da motorização

Características técnicas

Hyundai i20 Style
motor3 cil, 998 cc, inj dir, Euro 6D temp
potência kW(cv)/rpm100,0 (74,6)/4.500
binário Nm (kgm)/rpm171,6 (17,5)/1.500~4.000
transmissãodianteira, manual de cinco relações
jantes – pneus17” – 205/45 R 17