Download PDF

Para 2019 a Honda propõe novos grupos ópticos na CB650R

Com uma aposta evidente em cinco modelos entre as 500 e 650 cc, a Honda revela novidades para 2019 na 76ª edição do EICMA em Milano-Italia. Duas novas designações e três modelos actualizados, permitem um novo olhar às cilindradas médias, com abordagens “trail”, “sport” e “naked”. Tendo já apresentado o trio composto pelos modelos “naked” CB1000R, CB300R e CB125R para 2018, a Honda aplica agora o seu “look” exclusivo “Neo Sports Café” ao sector de média cilindrada. O estilo é moderno e minimalista com inspirações “café racer” colocando em destaque o ‘tetra’ em linha, farol redondo e depósito esculpido a sublinharem a assinatura “Neo Sports Café”. No tocante ao refinamento da ciclística, destacam-se a suspensão invertida de 41 mm Showa USD SFF, pinças de travão radiais de quatro êmbolos, sistema HSTC de controlo de tracção variável, embraiagem deslizante e painel de instrumentos estilizado e de fácil leitura.

 

A nova CBR650R tem forte inspiração na Fireblade

Outra novidade é a desportiva CBR650R com forte inspiração na CBR1000RR Fireblade. As formas da carenagem e uma afilada com um grupo óptico formado por “leds” evidenciam a garra desta CBR650R, 6 kg mais leve do que a CBR650F que vem substituir. Uma posição de condução mais desportiva graças aos avanços do guiador, colocados 30 mm mais para a frente e o (re)posicionamento dos apoio dos pés mais para cima e para trás, permitem outra abordagem ao explorar o tetracilíndrico em linha que tem mais 1.000 rpm de “redline” e produz mais 5% de potência, chegando aos 70 kW (95,2 cv) às 12.000 rpm, para assim justificar a letra ‘R’. Tanto a CB650R como a CBR650R vão ter disponível um kit de conversão para 35 kW, para permitir o acesso à carta A2 .

 

A nova CB500X vem equipada com o biciclíndrico que já ultrapassou as 75.000 unidades em cinco anos de comercialização

CB500F, CBR500R e CB500X

Desde a chegada à Europa (2013) do dois cilindros paralelos de 500 cc, a Honda já vendeu mais de 75.000 motos com este motor. Equipando as CB500F, CBR500R e CB500X limitadas a carta A2, o motor de 2019 tem potência e binário mais fortes entre as 3.000 e 7.000 rpm e está montado neste trio de modelos com um conjunto de especificações actualizado e identidades roadster, sport e adventure bastante mais marcadas. Estes três modelos têm agora uma nova suspensão traseira, embraiagem deslizante, iluminação integral por “leds”, painel de instrumentos “LCD” com indicadores de mudança engrenada e para engrenar mudanças mais altas, bem como um novo silenciador de dupla saída e sonoridade mais rica. A roadster CB500F apresenta um novo estilo mais vincado a todo o comprimento, com uma carenagem frontal mais angular e resguardos laterais que se interligam na perfeição com o depósito de combustível. A CBR500R também tem novo estilo: está agora mais estreita e mais afilada, com uma forte inspiração Fireblade e uma posição de condução mais desportiva. Por outro lado, a CB500X, um modelo compacto de aventura, tem um fator “X” muito mais marcado graças à nova jante dianteira de 19″, às suspensões de maiores cursos à frente e atrás, ao banco mais estreito, à direção com maior ângulo e às carenagens mais robustas e resistentes, que também oferecem melhor proteção contra o vento. As plataformas dos motores de 500 e de 650 cc constituem 35% das vendas de motos de grande cilindrada da Honda na Europa (incluindo a Rebel 500).