Download PDF

Para uma gestão mais eficiente das várias configurações de baterias, o E-Ducato está limitado a 100 km/h

Passou um ano desde a apresentação do protótipo E-Ducato, o BEV (Battery Electric Vehicle) desenvolvido pela Fiat Professional tendo como objectivo os veículos com zero emissões. O E-Ducato é o resultado de vastas séries de medições e testes, que tiveram em conta todas as variáveis de utilização por diferentes tipos de clientes, e também aspetos dinâmicos, de carga e ambientais. No mês do Dia Mundial do Ambiente, comemorado a 05 de Junho, é oportuno voltar a centrar as atenções na nova solução 100% eléctrica, 100% Ducato, projectada para garantir a sustentabilidade futura da mobilidade e dos negócios. O novo veículo eléctrico juntar-se-á em breve ao Ducato Natural Power, alimentado a gás natural, na oferta de sistemas de propulsão alternativos, para enfrentar os desafios do mercado.

 

Para assinalar o começo de uma nova era eléctrica, o logótipo criado pelo Centro de Estilo da FCA faz a sua estreia como abraço simbólico entre o futuro e o presente. O logo propriamente dito é constituído por dois elementos distintos: a letra “E” em azul – cor tradicionalmente associada a inovação e sustentabilidade, precedida por um “D”, de Ducato, em prata escovada por cima. Este furgão 100% eléctrico vai escrever um novo capítulo da gloriosa história do Ducato, uma lenda que fez a sua primeira apresentação há 39 anos, constantemente revitalizada pelos sucessos comerciais e por tecnologias inovadoras. O Ducato BEV do Ducato será o porta-estandarte da Fiat Professional para a mobilidade eléctrica e, acima de tudo, para a transição de escolha de veículo para escolha de mobilidade, inspirada por trabalho específico e por factores comerciais, pois o conceito de compra de veículo está a mudar de custo total de propriedade para custo total de mobilidade.

O desenvolvimento do E-Ducato incluiu mais de um ano de medições em estrada para avaliar mais de 28.000 veículos conectados. As medições sob uma perspetiva de cliente foram efectuadas por uma equipa de profissionais dedicada em veículos com motor de combustão interna ao longo de mais de 50 milhões de quilómetros, para ter em conta todas as variáveis de utilização pelo cliente e aspectos de dinâmica, carga e ambientais. As análises centraram-se na quilometragem, na variabilidade de modelo para qualquer tipo de missão, consumo de combustível, emprego do veículo e temperatura.

Além de uma completa gama de versões, o E-Ducato propõe ainda alternativas modulares para as dimensões das baterias, com autonomia num ciclo de entregas real tipicamente urbano que vai de 200 a cerca de 300 km (ciclo cidade WLTP) em diversas condições ambientais, dependendo do conjunto de módulos de baterias, e configurações de carregamento. Também oferece desempenho de elevado potencial, com a velocidade limitada a 100 km/h para melhor gestão de energia, potência máxima de 90 kW e binário máximo de 280 Nm. O novo motor eléctrico não penaliza os pontos fortes do Ducato, que permite volumes de carga entre 10 e 17 m3, e carga útil até 1.950 kg. Além de tudo o mais, o E-Ducato é 100% conectado, oferecendo uma exclusiva série de conteúdos que respondem às exigências profissionais e de electrificação de todos os tipos de clientes, desde veículo de serviço até frotas de dimensão considerável que usam um sistema de gestão de frota.

Fiat Professional mostra E-Ducato