Download PDF

A Emov saiu às ruas da capital portuguesa para comparar quatro serviços de mobilidade. O Metro, a Uber, o comboio e o “carsharing” eléctrico foram os serviços escolhidos para fazer a ligação entre o Campo Pequeno e a Estação do Oriente-Parque das Nações. São cada vez mais as formas de circular pela cidade de Lisboa. A diferença está no custo, nos tempos de espera ou de deslocação. De acordo com o director de marjeting e comunicação da Emov: As cidades estão a mudar, assim como a forma como as pessoas se deslocam, seja de transporte público, de carro particular ou utilizando as plataformas de partilha. O “carsharing” tem vindo a ganhar popularidade devido à disseminação de várias plataformas de partilha, mais práticas e mais modernas. Nos Estados Unidos, por exemplo, são cada vez menos as pessoas que compram carro, optando pela partilha. Por seu turno, na Europa, 2 em cada 4 europeus admitem que nos próximos 10 anos a utilização do automóvel irá passar pelos serviços de carsharing, salientou Carlos Blanco.

A Emov comparou quatro serviços de mobilidade e apresenta as conclusões:

Tempo viagem

Tempo espera

A pé ao destino

Custo €

Metropolitano

00:27

00:13

00:02

1,45

Uber

00:19

00:04

00:00

7,45

Comboio

00:29

00:10

00:09

1,30 ou 1,80*

Emov

00:15

00:00

00:03

2,25

*1,30+0,50 relativo ao custo do cartão recarregável

Como funciona a Emov

O serviço de mobilidade sustentável e inteligente da Emov chegou a Lisboa em Abril. À distância de um clique é possível encontrar 150 carros eléctricos, a solução ideal para as deslocações diárias pela capital, de forma conectada e partilhada, numa área de serviço superior a 39 km2. Se quer utilizar o serviço Emov, basta seguir alguns passos. Os utilizadores podem efectuar o seu registo em www.emov.pt ou através da app disponível para IOS e Android. O processo de registo leva apenas três minutos, sendo necessário preencher o formulário, disponibilizar um cartão bancário e carregar uma cópia da carta de condução. Num período máximo de 24 horas a inscrição fica validada.

Para começar a usar o serviço é preciso abrir a app, reservar o carro mais próximo – o utilizador dispõe de 20 minutos gratuitos para chegar ao carro – e abri-lo com o “smartphone”. Depois de aberto, começa a contar os minutos de utilização. Depois de estacionar, a viagem fica concluída quando carregar no botão fechar da app. Os utilizadores do serviço poderão iniciar ou finalizar o trajeto nas imediações do aeroporto de Lisboa, possibilitando, assim, que tanto residentes como turistas tenham acesso imediato ao serviço através do seu “smartphone”. A cobertura do serviço é bastante ampla, abrangendo,  por exemplo, o importante eixo entre a zona do Lumiar e os pontos de excelência do centro (“baixa”) de Lisboa, incluindo também Alvalade, Sete Rios, Campolide, Campo de Ourique, Avenidas Novas, Estrela, Amoreiras, Graça ou as zonas à beira Tejo, locais emblemáticos e extremamente atractivos para quem vive, trabalha ou visita Lisboa. A Oeste, a cobertura da frente ribeirinha alarga-se, inclusivamente, às zonas de Belém e Pedrouços, passando pelas concorridas áreas urbanas de Alcântara. Na zona Este, o serviço chega ao Parque das Nações. Para conhecer a cobertura geográfica ou obter mais informações basta descarregar a app ou ir ao site www.emov.pt.