Download PDF

Com um comprimento inferior à bitola dos quatro metros e meio, o mais curto (4.365 mm) dos SUV da Mitsubishi, é também um dos que marcou o segmento durante anos. Pioneiro em alguns pontos, o ASX acusa o peso dos anos, tanto em termos estéticos como no tocante às soluções do habitáculo. No entanto, conseguimos alojar quatro adultos, com uma acessibilidade muito satisfatória e uma boa habitabilidade. Em termos de modularidade, a bagageira de 406 litros pode aumentar (1.206 litros) mediante o rebatimento dos assentos traseiros, sendo possível ganhar algum espaço mediante ausência da roda de reserva.

 

Com base em blocos 1.6 a gasolina ou gasóleo, o ASX evoluiu mediante alguns elementos estéticos no exterior, enquanto no habitáculo, os japoneses tornaram este SUV mais confortável e mais funcional. O estofo na consola central torna mais confortável o apoio das pernas ou joelhos, a reorganização dos comandos permite uma utilização mais ergonómica, enquanto na conectividade o “smartphone” concede emparelhamento com o sistema de navegação. O reconhecimento por voz e a ligação “bluetooth” fazem parte do equipamento de série.

preço-base

isv

iva

despesas

pvp*

iuc

21.094,77

4.311,73

5.843,50

850,00

31.254,20

145,05

*inclui sgpu no valor de 4,20 €

 

Na renovação do ASX, a segurança activa foi um dos focos de evolução.

No capítulo da segurança activa, encontramos vários sistemas que ajudam a sublinhar a modernidade no ASX. Na travagem, os ABS+EBD além do controlos de tracção e estabilidade ASTC, enquanto o sistema HSA garante a assistência no arranque em subida. Sete “airbags” dianteiros+laterais+cortina+joelho de quem conduz, complementam os equipamentos de segurança, neste ASX no qual só encontramos transmissões manuais. De cinco relações nos gasolina e de seis relações nas motorizações a gasóleo. Nas suspensões e travões, em vez do peso dos anos que retiram alguns agregados, encontramos suspensões independentes com “multilink” na traseira, e discos nas qautro rodas, com os dianteiros ventilados.

 

 

 

No habitáculo e além dos pormenores de conforto, evoluiu a ergonomia de alguns comandos e melhorou a funcionalidade dos sistemas

Aos comandos e como já foi referido, chegamos facilmente devido à boa acessibilidade. Uma vez no interior, rapidamente encontramos uma boa posição de condução, com boa visibilidade em todos os ângulos. No Instyle que conduzimos, a existência de sensores na traseira e de visualização das manobras de marcha-atrás, foi algo que apreciámos. Sem apresentar exuberância nas performances, quer nas acelerações como nas reprises, este Diesel deixou boa impressão, embora o funcionamento do selector da transmissão seja algo a melhorar e colocar ao nível da generalidade dos acabamentos e materiais empregues. Num breve contacto ao volante e num circuti misto (AE+EN+Urbano) obtivémos um consumo de 5,4 litros/100 km à média de 56,0 km/h.

Gostámos –Gostámos +
– ausência de transmissão automatizada

– eficácia da climatização

– Comportamento dinâmico

– Conforto de rolamento

– Equipamentos de série e segurança activa

– Conectividade e sistemas intuitivos

– Habitabilidade e modularidade interior

Características técnicas

Mitsubishi ASX 1.6 Di-D Instyle Connect

motor

4 cil, 1.560 cc. Euro 6 B, conduta comum

potência kW(cv)/rpm

84,0 (114,0)/3.600

binário Nm (kgm)/rpm

270,0 (26,5)/1.750

transmissão

dianteira, manual de seis relações

jantes – pneus

18” – 225/55 R 18