Download PDF

A Peugeot está a apostar na electrificação de toda a gama, como demonstram as recentes propostas eléctricas, o e-208  “Car of the Year” na Europa, e o SUV e-2008. Equipados com as mais avançadas tecnologias e autonomia superior a 320 quilómetros (WLTP), ambos são herdeiros de um automóvel muito diferente, o Peugeot VLV (Véhicule Léger de Ville), desenvolvido para garantir a mobilidade de serviços essenciais, em altura de escassez de combustível, provocada pela guerra. O Peugeot VLV (1941) providenciava uma autonomia máxima de 80 quilómetros e uma velocidade máxima de 36 km/h, fruto de quatro baterias com 12V e uma potência de 3,3 cv.

A electrificação nos anos 40