Download PDF

A outra face do D4 da Volvo

The Volvo V60, XC60 and S60


Enquadramento e versatilidade

Volvidos alguns anos de comercialização, o XC conquistou um lugar no segmento dos SUV, ao mesmo tempo que tem sido um dos pilares de consolidação da Volvo no mercado. Mediante análise mais refinada, no sub-segmento dos SUV, este automóvel pode ser encontrado com tracção dianteira ou integral, e se conjugarmos estas com as características deste automóvel, cedo percebemos que de facto, o XC 60 pode ser visto como SUV, mas também como um versátil automóvel de passageiros, e porventura comparável a alguns monovolumes. Se analisarmos os materiais empregues, a finalização, os valores de binário e o refinamento de alguns detalhes, não hesitamos em comparações com os SUV. Por outro lado, em termos de ergonomia, espaço interior, modularidade e desempenho dinâmico, não temos qualquer dúvida em estabelecer comparações com os monovolumes.

Condução defensiva

Volvo XC60 Ocean Race Edition

A protecção aos peões e a funcionalidade das soluções para o transporte de crianças, são alguns dos elementos de segurança no XC 60

Desde longa data que os automóveis Volvo são conotados com a segurança. No entanto, as mais recentes gerações dos automóveis suecos, têm alargado o conceito de segurança, muito para além das activa e passiva e até fora do habitáculo. É o que acontece com a protecção de peões, um sistema que acciona automaticamente os travões (sem intervenção de quem conduz) ao mesmo tempo que um alarme sonoro identifica a situação, eficaz e em funcionamento até aos 35 km, caso o condutor não actue a tempo. Outro dos sistemas que actua de forma autónoma e até aos 50 km/h é o “city safety” que evita ou minimiza o embate com um obstáculo que, inesperadamente, aparece à frente do veículo.
Neste XC 60 e como acontece noutros modelos da marca, os assentos traseiros podem ser ajustados para duas estaturas, transformando um assento comum em cadeira de criança. Num dos ajustes e consoante versões, pode-se adaptar o assento para uma criança entre os 95 a 120 cm de altura, e 15 a 25 kg de peso, enquanto o outro ajuste permite sentar crianças de 115 a 140 cm de altura e 22 a 36 kg de peso.

Ter mais com menos

O novo motor que a marca sueca propõe para os 60, tem menos um cilindro e o que ganhou em potência, está em linha com a melhoria de consumos, acelerações e reprises. O novo D4 da Volvo continua a ser acoplado a transmissões automáticas, automatizadas ou manuais, mas nestas últimas e para além de ter oito relações (em vez de seis dos anteriores modelos), as emissões de Co2 estão nos 117 g/km para o XC 60 manual. No exterior encontramos algumas alterações estéticas, mas é no painel de instrumentos que encontramos um novo visual, mais intuitivo. Sobre o tejadilho a carga máxima continua a ser de 100 kg, neste automóvel que continua a rondar as duas toneladas, e quase chega a esse valor no peso rebocável com travões.

Condução em números

Volvo XC60

Nas diversas motorizações disponíveis para o XC 60, o novo D4 é uma das mais versáteis de utilizar

Aos comandos deste D4 o que de imediato sobressai são as acelerações. As reprises também nos deixaram agradáveis impressões, mas em relação a estas, a transmissão automatizada de oito relações, é um dos agregados mecânicos que para isso contribui. Mais potente, o novo D4 é também mais agradável de utilizar, mas o que de facto é um “must” neste motor, tem a ver com os consumos de combustível. Num breve contacto ao volante e com média de 62 km/h conseguimos chegar aos 6,9 litros por cada centena de quilómetros percorridos.
Sublinhe-se que estamos em presença de um automóvel com quase duas toneladas de peso e no qual nos agradou menos, uma das escolhas na lista de opcionais: as jantes de 20” e pneus /45 (1.075 €).
Estas jantes e pneus de baixo perfil, tornam o XC mais reactivo, sem no entanto se perderem as qualidade de acessibilidade e conforto de rolamento que já se tornaram referência neste XC 60.
Por último mas não menos importante, outro dos benefícios deste motor, tem a ver com os preços finais dos XC 60 D4 de tracção dianteira, com estes balizados entre os 45.380 a 50.980 €.

Gostámos Mais

  • Agradabilidade do novo motor D4
  • Nova transmissão de oito relações
  • Visual do painel de instrumentos
  • Conforto de rolamento
  • Modularidade no interior

Gostámos Menos

  • Jantes de 20″ e pneus /45
  • Alguns ângulos de visibilidade