Download PDF

A Cidade da Guarda

A mais alta cidade de Portugal é um pólo de atracções de todo o tipo, mas serve também de ponto de partida para uma série de actividades, quer seja ir ao encontro da Serra da Estrela, a Feira de Queijo de Seia, a Rota do Azeite de Celorico, ou um passeio pedestre em direcção à Garganta do Loriga.
Para quem preferir a cidade, esta tem muito para oferecer e no centro, pode-se começar a visita pela igreja no Largo João Almeida. Fundada em 1661 é um excelente painel do barroco com duas torres sineiras e uma fachada principal, cujo portal ostenta o brasão de D.João V. 
Se pretender aproveitar o facto de estar no centro da cidade, num espaço que já foi Seminário está hoje instalado o Museu da Guarda, que possui uma importante colecção, rica na diversidade dos tempos documentados e das áreas abrangidas.

Da armaria, à pintura, da etnografia à arte sacra, da numismática ao mobiliário, as diversas colecções reúnem peças que atravessam os séculos, desde a Pré-História aos tempos modernos.
Outro dos edifícios que vale a pena visitar pela sua imponência é a Sé Catedral da Guarda, que começou por ser erigida quando a sede do bispado foi transferida para a Egitânia – hoje cidade da Guarda. Demolida e reconstruída por diversas vezes, demorou tanto tempo a reconstruir (150 anos) que nela se cruzam os estilos manuelino e gótico. Para mais informações vale a pena consultar o site www.turismo.guarda.pt
O dinamismo da cidade passa também pela paixão dos automóveis e empenho do Clube Escape Livre – que já levou a Gouveia o museu da miniatura – e tem projectado de forma inegável a cidade da Guarda a nível nacional.

 

Sítios de interesse

Em plena Serra da Estrela, entre fragas e rochedos, convidamo-lo a descobrir um conjunto de lagoas, que testemunham a origem remota desta montanha. Atreva-se e experimente os percursos de grande beleza natural que lhe propomos.

Rota das Judiarias: Nas cidades, desde que existissem 10 homens judeus, constituía-se uma judiaria ou alfama, bairro onde preservavam os seus modos de vida, as relações entre famílias, os seus costumes religiosos e culturais. Por isso vale a pela efectuar a Rota das Judiarias, uma das quatro propostas no programa de rotas.

Museu da Castanha: Desde 2006 acolhe uma exposição permanente dedicada ao ciclo da castanha, que permite aos visitantes acompanhar todo o percurso biológico deste fruto. O espaço museológico está situado na Aldeia do Bispo, a poucos quilómetros da Guarda.