Download PDF

Uma questão de espaço

Clicar para começar e parar a reprodução das imagensA designação Sport é aceitável, mas quanto a nós é porventura das menos adequadas, já que este Diesel de 90 cv não prima pela desportividade. Todavia, o espaço e a habitabilidade, são dosi pontos agradáveis de usufruir numa carrinha cujo consumo conseguido foi abaixo dos 5,0 litros.
Na segurança, destaque para os “airbags” de joelhos do lado de quem conduz, equipamento pouco vulgar neste segmento.


Espaço e segurança

Na sequência lógica do aparecimento do Auris, a Toyota apresenta a carrinha, que designou como Sport Touring. Todavia, em nenhuma das motorizações com que tomámos contacto, podemos enfatizar a desportividade, mas sim algo em sentido oposto. Achamos que esta nova versão D-4D de 90 cv se notabiliza pela economia de combustível e funcionalidade, com esta última a começar nos 530 litros da bagageira. Aliás, no interior desta carrinha ficámos surpreendidos com alguns dos elementos de segurança e arrumos. Nos espaços para arrumações, quase todos os lugares são aproveitados, quer seja nas portas, na consola onde encontramos os porta-copos, ou no porta-luvas bem aproveitado. Em termos de segurança, constatámos que há benefícos na activa e na passiva. Na segurança activa, o destaque vai para o sistema de travagem com ABS+EBD+BAS, ao qual se juntam, o controlo de estabilidade e tracção e a assistência ao arraque em subidas.
Na segurança passiva – a tal que minimiza os efeitos de um acidente – o equipamento de série destas carrinhas Auris, destaca-se pela existência de “airbags” frontais, laterais e de cortina, além da protecção dos joelhos de quem se sentar ao volante. Sublinhe-se que a existência deste equipamento de segurança passiva, é pouco usual neste segmento de veículos.

A experiência da condução

Uma destas experiências é conseguida através do Toyota Touch, um visor táctil de 6,1” que concede a utilização do Bluethooth, ipod, mp3, navegação e detalhes da viagem e modo de condução até cinco trajectos. Mediante este último módulo é possível saber os consumos de combustível, as médias de velocidade e a forma como se está a conduzir.
Quando nos sentamos aos comandos deste Toyota, beneficiamos de um agradável espaço, em consonância com a boa acessibilidade ao interior. Os comandos estão bem posicionados e face a anteriores modelos, achamos que este mais recente Auris não está tão bem insonorizado e o conforto ao toque não estará tão refinado. No entanto, a escolha dos materiais e a finalização, continuam a estar a um bom nível, mais na finalização do que nos materiais.

Um Diesel de 90 cv

Na gama da marca japonesa a sigla D4-D continua a pontuar, concedendo andamentos moderados, que não se evidenciam nem pelas reprises ou acelerações. Todavia, num breve contacto ao volante, conseguimos chegar aos 4,9 litros/100 km, efectuados num trajecto misto, que incluiu estrada, cidade e auto-estrada.
Outro dos pontos que nos agradou na condução desta carrinha, tem a ver com a facilidade de condução e algum refinamento nos diversos comandos, como o do selector da transmissão manual de seis relações.
O conforto de rolamento é bom e o mesmo acontece com o desempenho dinâmico das suspensões e travões. Em termos de habitabilidade, apreciámos as cotas dianteiras e traseiras, bem como a modularidade que chega até aos 1.658 litros num habitáculo com quase dois metros por metro e meio (1.830×1.485 mm).

Gostámos Mais

  • Espaço interior e bagageira
  • Habitabilidade e acessos
  • Equipamentos de segurança
  • Conforto de rolamento
  • Economia de combustível

Gostámos Menos

  • Alguns materiais no interior
Modelo/Versão Toyota Auris Touring Sports 1.4D-4D
Potência 66 kW (90 cv)/3.800 rpm
Binário 205 Nm (20,0 kgm)/1.800-2.800 rpm
Consumos Urb: 5,1; Ext-Urb:3,7; Combinado: 4,2 l/100 km
CO2 110-113 g/km
Médias 4,9 l/100 km