Com as vendas europeias a atingirem as 240.000 unidades e pelo quarto ano consecutivo, a Mazda registou o ano transacto uma evolução positiva. Por outras palavras e face a 2015, a evolução positiva foi de 12% ou seja o dobro da registada no mercado europeu, no qual a marca japonesa detém 1,5% de quota. A crescente procura dos SUV permitiu que os CX-5 e CX-3 tenham contribuído para os resultados obtidos, enquanto o MX-5 duplicou as vendas em 2016.

Face a estes resultados e com uma evolução positiva de 80%, Portugal foi um dos mercados que mais contribuiu, seguido do mercado italiano que registou um incremento de 53%. Na Irlanda e com os modelos 3 e 6, a evolução rondou os 35%, enquanto na Bélgica, a evolução das vendas chegou aos 26%. Nos restantes países europeus, a evolução nas vendas ficou-se pelo dígito, com o Reino Unido a registar 2,4% de evolução positiva nas vendas em 2016.