Download PDF

65oettl_joc1221.gallery_full_top_lgPhilipp Oettl venceu o troféu por ser o piloto que mais posições avançou ao longo da temporada, tornando-se assim o primeiro piloto a conquistar o título ForeverForward da Dunlop, competição aberta a todos os pilotos do Campeonato do Mundo da FIM de Moto2 e Moto3. Durante 18 provas em Moto 3, o piloto alemão de 19 anos, subiu 132 posições desde os postos que ocupava na grelha de saída até cruzar a meta, demostrando ser o “rei da reviravolta”. Livio Loi era o único concorrente que tinha hipóteses na corrida final em Valência, mas os oito lugares que avançou não foram suficientes para destronar o alemão do topo da tabela. Oettl também conseguiu o maior número de posições ganhas numa única prova quando partiu da posição 34 da grelha de saída e subiu a um merecido terceiro lugar em Indianápolis. Este pódio permitiu-lhe atingir o melhor lugar da temporada. A soma das posições vencidas nas três últimas provas em Austin, Le Mans e Indianápolis, 73 em conjunto, foi mais alta do que a soma das obtidas por mais de 80 pilotos na temporada completa. Jesko Raffin foi o piloto de Moto2 que conseguiu uma maior pontuação, com 100 posições