Download PDF

Melhor ergonomia e comandos mais intuitivos são alguns dos pontos a favor desta terceira geração do i30

A chegada de um novo modelo, é sempre motivo de atenções por parte de quem passa. E de uma forma geral, quanto maior é a curiosidade, mais são os pontos de interesse. É o que acontece com o novo i30. O exterior chama a atenção através de elementos como a grelha, os grupos ópticos e mais alguns itens. No interior também há novidades, com destaque para a transmissão automatizada DCT, cada vez mais difusa na gama Hyundai. Ainda no habitáculo, é cada vez mais evidente a talha aos gostos europeus, através dos comandos por botão rotativo, as cores discretas no painel de instrumentos, e alguns detalhes ergonómicos. No entanto, alguns materiais utilizados nos revestimentos, ainda não se encontram ao nível dos principais construtores europeus, e o mesmo acontece com alguns elementos de conforto, como acontece com os assentos. Por fim mas não menos importante, e comparando sempre com os principais construtores europeus, o preço final do i30 é muito competitivo, quer no confronto com os concorrentes no mercado, como na relação entre o preço e os equipamentos disponibilizados. E no tocante a garantias, são cinco anos com verificações gratuitas, assistência em viagem e sem limitação na quilometragem.

Preço-base

ISV

IVA

Despesas

PVP

IUC

31.600,00

143,17

O escalonamento da transmissão DCT de sete relações contribui para a facilidade de condução

Nesta terceira geração e com um comprimento total próximo dos quatro metros e meio (4.340 mm), o i30 concede bons ângulos de acesso e boas cotas de habitabilidade. Ao analisar alguns dos materiais nos revestimentos do habitáculo, damos conta das diferenças de qualidade, ao comparar com os Focus ou Mégane, mas face a estes concorrentes europeus, as soluções e equipamentos apresentados neste Hyundai, estão ao nível dos europeus. Por outras palavras, encontramos no i30 a navegação, o áudio, os sistemas de segurança activa e passiva, as assistências à condução e outros equipamentos, ao gosto dos europeus e também ao nível dos gostos dos consumidores do velho continente. E mesmo no capítulo dos valores e preço final, este Hyundai está ao nível dos europeus, ou seja, é necessário comparar os equipamentos e sistemas, item a item, de modo a avaliar de forma justa, as propostas de mercado. No entanto, há um elemento que é facil de quantificar e concede uma mais-valia neste Diesel. Falamos da transmissão automatizada de dupla embraiagem DCT. Além de contribuir para a facilidade de condução, reparte da melhor forma os valores de binário e potência do 1.6 CRDi.

Aos comandos

Ao colocar o CRDi em movimento demos conta de boa filtragem, em termos de vibrações e ruído, embora o Diesel seja um pouco mais ronronante, face ao 1.4 T que já conduzimos e noutro artigo apresentámos. No tocante às reprises e acelerações e como atrás referimos, as sete relações facilitam a condução, além de contribuirem para uma evidente suavidade ao utilizar o motor em qualquer regime. Mesmo quando escolhemos utilizar a DCT como manual de selector sequencial, gostámos da suavidade e escalonamento desta transmissão. Com um bom conforto de rolamento, demos conta de alguma firmeza nas suspensões, em especial no mau piso, mesmo se considerarmos os pneus /45 montados em jante 17”. No tocante aos sistemas de segurança activa e passiva, uma manobra de recurso levou-nos a testar a primeira. Depois do ‘susto’ ficámos com as melhores impressões em termos de eficácia, dos sistemas de assistência à condução. Neste caso, falamos do controlo de estabilidade e do anti-bloqueio na travagem. Quanto a outros números igualmente importantes, num breve contacto ao volante, chegámos ao consumo de 6,8/100 km à média de 47,0 km/h, efectuados no habitual percurso misto (AE+EN+Urbano).

Gostámos –

Gostámos +

– Escolha de alguns materiais

– Conforto de rolamento

– Comportamento dinâmico

– Funcionalidades da DCT

– Equipamentos de série e segurança

– Bagageira, modularidade e arrumos

Ficha técnica

Hyundai i30 1.6 CRDi DCT

motor

U1.6 CRDi Euro 6

potência kW(cv)/rpm

100,0 (136,0)/4.000

binário Nm(kgm)/rpm

30,6 (300,0)/1.750~2.500

transmissão

automatizada dupla embraiagem e sete relações

Jantes – pneus

17” – 225/45 R 17