Download PDF

Um produto para a classe média

Clicar para começar e parar a reprodução das imagensEm termos de transportes rodoviários de mercadorias, quando se fala de classe média, estamos obviamente a falar de tonelagens intermédias. Neste caso, a MB resolveu declinar o novo modelo em versões distintas: umas mais orientadas para o peso a transportar e outras dedicadas ao transporte de volumes. Na prática, o novo Antos conta uma versão de tara reduzida e outra com um chassis mais baixo e tem muitas semelhanças com a terceira geração do Actros.

Sinergias e semelhanças

Um olhar de relance permite identificar as semelhanças com o Actros, mas os mais atentos ou os mais habituados a comparar cotas, facilmente darão conta de que o novo modelo da MB tem 2,30 metros em vez dos dois metros e meio do galardoado “International Truck of the Year” 2012. Todavia, os novos modelos para as tonelagens médias, têm muito em comum com o Camião do Ano Internacional. E no tocante a sinergias, estas podem ser encontradas no exterior e no interior. É preciso olhar de lado – salvo seja – para os novos camiões da marca alemã, para nos apercebermos das diferenças. Só estão disponíveis as cabinas curta e média, enquanto nos chassis, os novos modelos declinam em versões dedicadas ao transporte de peso (a começar por uma de 6 toneladas de tara) e outras orientadas para o transporte de volume e com os chassis a 88 cm do solo. Nos motores, as escolhas são 13 entre os 230 a 510 cv, enquanto nas distâncias entre-eixos, existem 67 configurações, desde os 2.650 aos 6.700 mm.