Download PDF

Começou outro capítulo no historial dos desportivos da Nissan, desta vez com o MY 18 do 370 Z Coupé. Um novo visual, para o qual contribuem os puxadores das portas e pára-choques traseiro em preto,  os faróis escurecidos e os grupos ópticos traseiros – até aqui disponíveis no Nismo – passam a equipamento de série, além das exclusivas jantes de 19″ e a nova cor “red metallic”. A Nissan estabeleceu uma parceria com a Exedy, fornecedora da embraiagem que reduz o esforço no pedal, concede melhores níveis de conforto na utilização e refinamento nas reduções.

 

 

Consoante versões, o sistema de info-entretenimento “NissanConnect premium”, é apresentado num visor táctil de 7″que serve de visualização à navegação por satélite, leitor de DVD e manobras de marcha-atrás consoante versões. No entanto, o 370Z Coupé mantém algumas das características que contribuíram para a notoriedade do modelo. Os 328 cv continuam a cargo dos V6 de 3,7 litros, acoplados a transmissões manuais de seis relações ou automática de sete. O 370 Z continua a ser o único automóvel no segmento a disponibilizar o “Synchro Rev Control”, o primeiro e exclusivo sistema de controlo e sincronização das rotações, em função das reduções na transmissão manual.

 

A história de sucesso dos automóveis Z da Nissan começou em 1969 – há quase 50 anos – com o lançamento do Fairlady Z e do Datsun 240Z. Cinco gerações de sucessores continuaram fiéis ao espírito de elevado desempenho de desportivo puro, desenho intemporal e acessibilidade. Cada modelo desta linhagem, desde o original 240 Z, passando pelos 280 e 300 ZX, até ao renascido 350 Z ou actual 370Z, pode ser reconhecido pelo seu longo e distinto capot e traseira curta.