Download PDF

Como sempre acontece, a apresentação de um projecto futurista, consegue gerar alguma polémica em torno das novas soluções. No entanto, gostámos de constatar que tanto os alemães como os americanos, utilizam a regulação e a regulamentação, neste caso, para fazerem evoluir o transporte rodoviário de mercadorias. E que não se servem destas para constrangir a inovação e a evolução. Para os cépticos, todas as automações podem representar uma fonte de problemas e até de acidentes. Em nossa opinião, não é isso que acontece. O que de facto se constata é que na maior parte das situações, existe uma incorrecta aplicação dos sistemas ou inadequada utilização das mecânicas. O sistema de condução autónoma, destina-se ao longo curso e tem a plenitude dos benefícios em auto-estrada ou via-rápida, e nestas concede sempre a intervenção de quem conduz. O historial das marcas (Freightliner e Mercedes-Benz) mostra os benefícios da automação e sistemas de apoio. Nos anos 80, eram poucos os que acreditavam nas transmissões automatizadas. Nos anos 90, existiam dúvidas sobre a utilidade do GPS nos camiões. Há uma década, havia quem mostrasse hesitação e desconfiança sobre os benefícios da gestão de frota. Resta esperar pelo futuro e ver o que nos reserva. No entanto, em Las Vegas, há quem prepare o futuro… sem ir ao casino.