Download PDF
NewFordFocus_03

O motor 1.0 Ecoboost já recebeu vários prémios e pode ser encontrado num monolugar de competição

O motor já foi premiado por diversas vezes e colocado num monolugar de competição. Mas o que para nós é mais relevante, é o facto de se conseguirem as performances e os consumos de combustível que constatámos no renovado Focus. Visto do exterior, a grelha é um dos elementos que mais se destaca, a par dos grupos ópticos. No interior, gostámos menos do tipo de tecido dos assentos, e apreciámos a modularidade conseguida. No tocante ao acesso ao interior, enquanto aos lugares traseiros é condicionada pela posição (mediante ajuste) dos assentos dianteiros, nestes, o condicionamento vem do painel, que ‘entra’ demasiado no habitáculo. No reverso da medalha, quando nos sentamos ao volante, é muito fácil encontrar uma boa posição de condução, bons ângulos de visibilidade, e um bom acesso a todos os comandos, agora também melhorados no que diz respeito à funcionalidade. A utilização do acelerador automático e o manuseamento dos diversos itens do visor central, são disso exemplo (áudio, navegação, entre outros).  Até ao final do mês decorre uma campanha promocional (2.525 €) para a gama Focus, e um desconto (1.900 €) para quem aderir ao financiamento da Ford Crédito. No que diz respeito ao equipamento, as versões Trend são apresentadas com jantes de 16″, enquanto as versões Titanium incluem – pack driver III (travagem activa em cidade; sistema de estacionamento automático; sistema de navegação + sync II + rádio sony cd + 9 altifalantes premium.

 

 

NewFordFocus-interior-02

Num trajecto misto e à média de 55 km/h obtivémos um consumo de gasolina de 5,8 litros/100 km

Ao volante, as primeiras impressões – que são as que perduram – vão para a elasticidade da motorização, que se transmite em boas acelerações e satisfatórias reprises. Logo nas 1.500 rpm o 1.0 de 125 cv já revela alguma reacção, e acima das 2.000~2.500 rpm, consegue-se uma boa resposta em termos de reprises, embora a transmissão manual seja mais reactiva nas três primeiras relações, do que nas três últimas. Todavia, esta escolha de escalonamento nas relações de transmissão, concedem bons valores de consumo de combustível. Num trajecto misto de quase 500 km, conseguimos efectuar uma média de 55 km/h para um consumo médio de 5,8 litros/100 km de gasolina. Outra característica que nos agradou tem a ver com a amplitude nos consumos de combustível, que varia pouco entre os registos urbanos e os obtidos em estrada ou auto-estrada.

 

NewFordFocus-interior-01    NewFordFocus-interior-05