Download PDF

As imagens mostram a visibilidade a partir dos interiores dos automóveis, desde um Ford Model T de 1908 até um novo Ford Mustang de 2016, mostra-se até onde evoluiu a tecnologia dos faróis. O ciclista está apenas a 12 metros à frente de cada veículo. Os condutores do Model T – mais de 15 milhões dos quais foram vendidos de 1908 a 1927 – teriam que primeiro acender as lâmpadas de acetileno antes de iniciar a viagem. Os condutores de hoje não só beneficiam de faróis de xénon e LED, mas também de tecnologia que pode travar automaticamente perante peões. Outras imagens mostram a iluminação dos veículos das décadas de 1930, 1960, 1970 e 1990. Os faróis de xénon do Mustang – têm cerca de três vezes mais potência que as lâmpadas de halogéneo. Tal como os sofisticados faróis de LED disponíveis em veículos como o SUV Ford Edge, as luzes de xénon produzem uma luz branca brilhante que pode fazer parecer até cinco vezes mais brilhante do que a luz amarelada das lâmpadas de halogéneo. Uma nova tecnologia de iluminação orientada, ajuda a chamar a atenção do condutor para os peões, ciclistas e até mesmo animais de grande porte, que se encontrem no caminho do veículo. Com recurso a uma câmara de infravermelhos poderá localizar e seguir pessoas e animais maiores até 120 metros de distância.