Download PDF

Suprime o ângulo-morto

Clicar para começar e parar a reprodução das imagensEm termos globais e com uma equipa de 5.600 pessoas, a Daimler Trucks, investe por ano, cinco vezes mais do que o PIB nacional. O resultado é notável, em especial se pensarmos nos sistemas que optimizam a segurança e a eficiência dos veículos pesados. Uma das mais recentes apostas, consiste num sistema que anula os efeitos do ângulo-morto, e contribuí para reduzir as fatalidades por atropelamento. É um facto que os espelhos retrovisores deveriam ser suficientes… e são… em condições menos exigentes, face aquelas a que quotidianamente estamos sujeitos.


Prioridade à tecnologia

Em termos europeus esperam a estabilidade das vendas até ao final do ano, enquanto em termos de estratégia, a Daimler Trucks continua a apostar em três pilares: presença global, plataformas modulares e liderança tecnológica. Para o número 1 mundial dos camiões e autocarros Daimler, a tecnologia continua a ser o pilar mais importante, em especial no tocante aos consumos de combustível. No entanto, os sistemas de segurança, também têm sido o alvo dos investimentos anuais, quando se trata de pesquisa e desenvolvimento. Face a esta estratégia, Wolfgang Bernhard (dr) enfatizou que o bilião de euros é dividido, globalmente, por três áreas-chave: segurança, eficiência e conectividade. Para assegurar a operacionalidade, contam com uma equipa 5.600 pessoas.

O papel da electrónica

De acordo com dados europeus e medida em Ton-Km, entre 2000 e 2011 registou-se um ganho de 15% na eficiência no transporte de mercadorias. Neste mesmo período, registou-se uma diminuição de 60% de mortes nos acidentes com camiões.
Neste capítulo e com o suporte da electrónica, a contribuição dos camiões provenientes da Daimler, conta com um histórico interessante. Em 2000 comercializaram o controlo electrónico de estabilidade e, no ano seguinte, disponibilizaram o aviso de saída da faixa de rodagem. Em 2006 e numa primeira geração, introduziram a travagem de emergência que, em 2010, evoluiu para a segunda geração. O ano transacto e mediante a autonomização da travagem de emergência, foi disponibilizada a terceira geração. Ainda sem data definida para a comercialização, já se encontra disponível o sistema para eliminar os ângulos-mortos nos pesados.

Eliminar o ângulo-morto

Mediante este sistema, sai reforçada a função dos espelhos retrovisores, através de um sinal sonoro e visualização do lado direito do veículo. Outra das vantagens deste sistema, tem a ver com a eficiência na detecção de peões, ciclistas ou qualquer objecto que se encontrem do lado interior do veículo, ou na trajectória deste. Como atrás referimos, esta área é visível através dos retrovisores do lado direito. Todavia, em situações de tráfego intenso ou necessidade de mudança brusca de trajectória, a atenção de quem conduz, divide-se por outros campos de visibilidade, daí que o reforço de um sinal sonoro seja crucial. Mediante utilização de uma camera colocada no flanco lateral do veículo, esta garante a visualização num ângulo de 170º no plano horizontal. O sistema é complementado por um pequeno triângulo luminoso, colocado no interior do pilar ‘A’ junto do pára-brisas. Quando activo o triângulo fica laranja e quando em situação crítica, além do aviso sonoro, o triângulo muda para vermelho. Ao contrário do que acontece no acelerador automático adaptativo, a travagem em caso de emergência, cabe a quem vai ao volante.