Download PDF

Hyundai i20 1.1 CRDi 75 cv Panorama+Dock Station

A terceira geração deste Hyundai, coincide com o facto do i20, ser o terceiro de 22 modelos a comercializar na Europa, numa estratégia que os coreanos designam como Product Momentum 2017.

A terceira geração do i20 foi projectada por europeus para europeus

Num automóvel que excede em 35 mm os quatro metros de comprimento, a Hyundai conseguiu colocar muito equipamento, beneficiando a segurança, o conforto e a funcionalidade. Na bagageira, a possibilidade de não ter a roda de reserva, para chegar aos 326 litros de capacidade, extensíveis a 1.042 com os assentos traseiros rebatidos. Nos assentos dianteiros, em particular no lugar de quem se sentar ao volante, a imagem interior, corresponde às evoluções estéticas que encontramos na carroçaria e grupos ópticos do i20. A terceira geração do i20 tem outra novidade. Foi desenhado, desenvolvido e montado em território europeu, disponibilizando motorizações Euro 6 com destaque para: o 1.2 MPi a gasolina de injecção directa, e o Diesel 1.1 CRDi de 75 cv com que efectuámos um breve contacto ao volante.

hw089297Face ao anterior, o novo modelo está mais comprido (+40 mm), mais largo (+24 mm) e mais baixo (-16 mm), enquanto as vias dianteira e traseira, estão agora a 2.570 mm ou seja mais 45 mm do que o anterior modelo. Uma das vantagens destas alterações, tem a ver com a habitabilidade, neste modelo enfatizada pela melhoria dos materiais e finalização.

Por fim mas não menos importante, uma vez no interior desta versão Panorama, destacamos o tecto de abrir panorâmico, o avisador de desvio na faixa de rodagem, os seis “airbags” (condutor, passageiro, laterais e cortina) áudio CD+MP3 com quatro altifalantes e comando Bluetooth com comandos satélite no volante, ar condicionado automático, ESP+VAS, acelerador automático com limitador de velocidade, ABS+EBD+BAS, ordenador de dados de bordo, entre outros. Para conseguir ter a chave na mão, o valor é de 21.472,38 €.

hw089312Logo que nos sentamos ao volante, os vários ajustes (assentos, cintos, coluna direcção e volante) permitem encontrar uma boa posição para conduzir, e o mesmo acontece com os ângulos de visibilidade. Os materiais e a finalização, atestam a evolução face ao anterior modelo. Os comandos estão bem posicionados, incluíndo o visor de 7” que serve de apoio à camera disponível quando se engrena a marcha-atrás, navegação ou outros comandos que ficam na ponta dos dedos.

hw089304No que diz respeito às prestações da mecânica, estamos em presença de um automóvel que permite uma condução tranquila, na qual as seis relações da transmissão manual podiam ser mais precisas. Em parte, esta falta de estaleca na motorização, tem a ver com a escolha no escalonamento desta transmissão, que na quarta relação já está abaixo da “prise” ou seja 0,971:1. No reverso da medalha, estas desmultiplicações, retiram rotação ao motor, e portanto ajudam a reduzir os consumos. Num breve contacto ao volante, chegámos aos 4,6 litros/100 km à média de 46 km/h.

hw089315   hw089313

Gostámos –

Gostámos +

– escalonamento da transmissão

– precisão do selector da transmissão

– Consumos de combustível

– Conforto de rolamento

– Equipamento de série e opcionais disponíveis

– Habitabilidade e interior modular

– Ergonomia e comandos