Download PDF

Renault_45036_global_enA Associação Automóvel de Portugal (ACAP) em conferência de imprensa, fez o balanço do mercado e indústria automóvel em 2015, e divulgou a agenda para o ano de 2016. Em 2015, o mercado automóvel teve um crescimento de 24% face ao ano de 2014. Apesar do crescimento registado, o mercado em 2015 ficou 11% abaixo da média dos últimos quinze anos. É de salientar o facto de a receita do ISV (Imposto Sobre Veículos) ter tido, de novo, um aumento de 23% (para 573 milhões de euros) face a 2014. Este foi o maior aumento percentual de receita de todos os impostos indirectos. Por outro lado, à receita de IUC de 286 milhões, que reverteu para o Estado, há a somar o montante de 283 milhões que transitou para as autarquias. Assim, o total da receita de ISV e de IUC ultrapassou, em 2015, os mil milhões de euros (1.098 milhões de euros).

 

No que respeita ao Sector da Indústria Automóvel, este continua a ser o primeiro sector exportador do País, representando 11% do total das exportações. Para 2016, a ACAP irá propor, nesta legislatura, a criação do Grupo de Trabalho do Sector Automóvel na Assembleia da República, irá continuar a desenvolver esforços para alterar a classificação das taxas de portagens, assim como, irá participar na criação do importante “Cluster do Sector Automóvel”.