Download PDF

A marca japonesa de índole exclusivista, nasceu para concorrer com outros modelos ‘topo de gama’ a começar pelos então existentes no mercado americano, no qual as marcas japonesas se posicionaram, com intenção de conquistar quota. Do lado da Honda apareceu a Accura, enquanto a Infiniti foi a aposta da Nissan. A Lexus da Toyota, apareceu com os planos mais arrojados, tanto nas vendas como nos serviços e após-venda. Para o novo modelo e em termos de pesquisa e desenvolvimento, os japoneses resolveram colocar uma equipa a viajar pelo mundo e os resultados estão à vista. A começar pelo sucesso que o modelo tem conseguido no mercado europeu, no qual este Lexus se tornou no mais procurado. Com pouco mais de quatro metros e meio (4.680 mm) este híbrido, conjuga a motorização a gasolina com um motor eléctrico, enquanto o conceito ‘híbrido’ se estende a outras partes do automóvel. É o que acontece quando avaliamos este “sedan” de quatro portas. Em nossa opinião, estamos em presença de um familiar, cujas características desportivas, se associam às vantagens da economia de combustível e autonomia. Num breve contacto ao volante, conseguimos obter um consumo de 6,0/100 km à média de 51,0 km/h.

preço-base

isv

iva

despesas

pvp chave na mão

iuc

 33.698,05  4.188,13  —  1.000,00  50.800,00  198,80

 

Aceder ao interior do IS 300 h é fácil devido à ampla abertura das portas. No entanto, a posição do pilar ‘B’ e a baixa colocação dos assentos, podem colocar maiores dificuldades de acesso, consoante as fisionomias dos candidatos à condução. Aos lugares traseiros o acesso é menos condicionado face aos da frente, enquanto na traseira, a bagageira de 450 litros permite arrumar objectos mais longos, mediante rebatimento dos assentos traseiros. De volta ao lugar de quem conduz, demos conta de três modos de condução distintos: um aproveitando apenas a energia eléctrica; um outro orientado para a economia de combustível; um terceiro, designado como “sport” que permite ganhar vivacidade evidente. No tocante à visibilidade exterior, as formas angulosas da caroçaria, limitam alguns ângulos de visibilidade. Todavia, a colocação de sensores de aproximação na frente e atrás, além da visualização das manobras de marcha-atrás, minimizam esta característica.

 

 

Nos primeiros quilómetros aos comandos do 300, demos conta de uma filtragem muito eficaz, tanto em termos de vibrações como de ruído. O trabalho realizado no habitáculo, torna este Lexus num dos automóveis mais silenciosos do segmento. As suspensões foram revistas, melhorando a eficiência e refinamento da experiência de condução. No entanto, como atrás referimos, este Lexus é baixo e se a esta característica, associarmos a firmeza da taragem mola+amortecedor, rapidamente percebemos que pisos irregulares não figuram na lista das melhores escolhas. Na consola central, um botão rotativo permite seleccionar as escolhas de utilização! No modo eléctrico e sem o motor de combustão, as manobras ou a circulação a baixa velocidade, permitem utilizar o veículo de forma a que o consumo seja ‘0’. No modo económico, o motor eléctrico associa-se ao 2.5 a gasolina e à transmissão E-CVT, agora quase imperceptível. Por outras palavras, o desenvolvimento desta motorização, acabou com aquele típico som do motor a ‘deslizar’ nas rotações. Para quem vai ao volante, a sensação de fluidez e requinte, são uma evidência. No modo “sport” a visualização muda no painel de instrumentos, bem como as acelerações e reprises, sempre com a evidência de uma suavidade e progressão notáveis.

 

Gostámos –

Gostámos +

– reduzida altura ao solo

– ângulos de visibilidade para o exterior

– Economia de combustível e autonomia

– Utilização familiar/desportiva

– Equipamentos de série e segurança activa

– Suavidade da transmissão E-CVT

– Manobrabilidade e refinamento na condução

Características técnicas

Lexus IS 300 Hybrid Executive +

motor

4 cil-16V Atkinson, 2.494 cc Euro 6, DOHC+VVTi+EGR

potência kW(cv)/rpm

133 (181)/6.000 + 105 (143)

binário Nm (kgm)/rpm

221 (21,6 )/4.200-5.400 + 300 (29,4)

transmissão

Traseira, E-CVT

jantes – pneus